16:30 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Moradores de Aleppo (Síria) ficam na varanda do edifício quase destruído. 1 de agosto, 2015

    Opinião: Síria se transforma em ‘Chernobyl geopolítico’

    © REUTERS / Abdalrhman Ismail
    Análise
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 51

    A Síria se tornou num “Chernobyl geopolítico” de extremismo e caos, disse o ex-diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) estadunidense, David Petraeus, no seu discurso perante o Comité do Serviço Armado do Senado.

    ”Como um desastre nuclear, as consequências negativas do fracasso da Síria ameaçam permanecer com nós por décadas e o que mais prolongado isso vai continuar mais graves serão os danos”, informa o site Defense News citando o general.

    Ele frisou, no entanto, que paz e segurança internacionais não requerem que os Estados Unidos sejam envolvidos em todos os conflitos. Todavia, acrescentou que é da responsabilidade de Washington participar da regularização do conflito sírio. 

    Petraeus também avisou que não é razoável tentar derrubar o líder sírio Bashar Assad sem perceber o que seguirá depois.

    O general aposentado disse, “A Rússia é uma potência importante”. Também afirmou que a política de Moscou no Oriente Médio foi provocativa, mas não explicou o que queria dizer com isso. 

    Mais cedo, Petraeus fez vários comentários controversos sobre os modos de resolver o conflito na região. Por exemplo, apelou a usar militantes da chamada asa moderada da Al-Qaeda para combater o regime de Assad. 

    A situação na Síria parece ainda mais grave tendo em conta a possível demissão de John Allen, general aposentado da Marinha estadunidense, que comandava a operação militar contra os terroristas do Estado Islâmico que controlam a parte do território sírio.  

    Desde março de 2011, a Síria é palco de um conflito armado que já custou 220 mil vidas, de acordo com estimativas da ONU, ou mais de 320 mil, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). As tropas do governo sírio enfrentam diferentes facções armadas, incluindo os terroristas do Estado Islâmico e da Frente al-Nusra, vinculada a Al-Qaeda.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    opinião, resolução, conflito, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik