12:36 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    28881
    Nos siga no

    O Pentágono está preocupado com o desenvolvimento russo de um projeto de submarino não tripulado, capaz de transportar dezenas de megatons em ogivas, escreve The Washington Free Beacon.

    O projeto, que teria sido apelidado pelo próprio Pentágono com o codinome Canyon, faz parte do programa de modernização das forças nucleares da Rússia, e representa um potencial perigo para bases de submarinos norte-americanos, destaca a publicação.

    “Esse drone submarino será capaz de desenvolver grandes velocidade e percorrer longas distâncias” – revelou uma fonte anônima entrevistada pelo The Washington Free Beacon.

    Segundo a publicação, as característica apresentadas pelo drone submarino Canyon dariam a ele a capacidade de atacar bases estratégicas de submarinos dos EUA. O projeto, no entanto, ainda estaria longe de um protótipo ou da realização de testes, destacou o interlocutor.

    O especialista naval Norman Polmar, acredita que o Canyon pode estar sendo desenvolvido com base no torpedo nuclear soviético T-15, sobre o qual ele chegou a dedicar um de seus livros.

    “A marinha russa e o seu antecessor, a marinha das URSS, foram inovadoras na área de sistemas e armas subaquáticas” – comentou Polmar, destacando que o mesmo vale para os mais avançados torpedos já criados até hoje.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Almirante norte-americano: Rússia e China desenvolvem armas hipersônicas que ameaçam EUA
    Mídia: defesa antimíssil dos EUA será impotente contra nova arma hipersônica da Rússia
    Tags:
    Defesa, projeto, drone submarino, submarino, drone, Canyon, Washington Free Beacon, Pentágono, Norman Polmar, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar