08:34 14 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Visitantes na abertura do Salão Internacional de Aviação e Espaço MAKS 2015 na Rússia em Zhukovsky

    MAKS 2015 mostrou o avanço dos setores russos da aviação e do espaço

    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    Análise
    URL curta
    Salão Aeroespacial Internacional MAKS 2015 (21)
    1290
    Nos siga no

    Foi realizado de 25 a 30 de agosto, em Zhukovski, nas proximidades de Moscou, a edição 2015 do MAKS, o Salão Internacional de Aviação e Espaço. O engenheiro e jornalista Nélson Francisco Düring acompanhou pessoalmente toda a exposição e comenta o evento com exclusividade para a Sputnik Brasil.

    Editor da revista virtual Defesanet, Nélson Düring destaca como grande atração do MAKS 2015 a demonstração do quanto evoluíram as indústrias aeronáutica e aeroespacial russas.

    A seguir, a entrevista com o especialista brasileiro.

     

    Sputnik: Como o senhor viu esta edição do MAKS?

    Nélson Francisco Düring: O MAKS 2015 retrata bem o momento da indústria aeroespacial de defesa da Rússia. É uma indústria que está em profunda transformação tecnológica dos produtos e também do seu parque industrial, que envelheceu e agora está sendo retomado, reformado e modernizado para os padrões atuais. Esta é uma questão muito interessante.

    S: Que novidades notáveis de nova geração os russos exibiram nos setores civil e militar?

    NFD: Os russos continuaram com a apresentação do Sukhoi-100, mas o que nós vimos em termos de novos projetos foram as demonstrações do T50 PAK FA, o caça de quinta geração russo. Há uma modernidade bem interessante, que é a modernização do Ilyushin-76, o avião de transporte russo, muito conhecido, mais de mil unidades operam em todo o mundo. E também uma coisa muito importante: a Rússia está mostrando um avanço em áreas onde ela não era tão capaz, como no caso das indústrias de aviônicos – a eletrônica embarcada. Havia uma companhia ainda desconhecida pela maioria, chamada Kret, que é um conglomerado de empresas, que apresentou uma série de conceitos inovadores, como seria a cabine do piloto de aviação comercial no futuro. Outras empresas também estão procurando parceria com a Embraer, a indústria aeronáutica brasileira, para oferecer componentes. Ou seja, a Rússia não está só trabalhando no produto final – a aeronave – como está começando a produzir componentes, está fortalecendo sua cadeia de produção industrial no ramo aeroespacial.

    S: Além do setor aeronáutico, o MAKS tem um setor dedicado à pesquisa aeroespacial. O senhor destaca algum protótipo, algum novo veículo espacial que os russos tenham apresentado no MAKS 2015?

    NFD: Na edição passada, em 2013, houve um enorme avanço e novidades. Este ano foi de concretização, de realização. As empresas estão consolidando sua estrutura, sua capacidade. Mas vimos uma coisa muito importante: as demonstrações aéreas, especialmente do Sukhoi-35, foram notáveis. Houve uma série de demonstrações aéreas que surpreenderam os especialistas pela capacidade de manobra do avião.

    S: Em termos de negócios aeronáuticos da Rússia com o Brasil – aviões, helicópteros –, o que o senhor observou nesta sua viagem à Rússia?

    NFD: Pode ser desconhecido pela maioria, mas a Rússia é uma grande fornecedora de matéria-prima para a indústria aeronáutica brasileira. A companhia russa VSMPO-AVISMA fornece 100% do titânio empregado pela Embraer, e é um contrato estratégico de longo prazo. Outras empresas russas estão iniciando conversações com a Embraer para fornecer componentes para a indústria aeronáutica brasileira. Quanto aos produtos para o Brasil, temos a negociação do Pantsir, sistema de defesa aérea, que está avançando lentamente. Quanto à questão dos helicópteros, tivemos possibilidade de visitar uma planta industrial, a de Kazan, onde se viu uma melhora significativa na qualidade, no acabamento das aeronaves. Há uma modernização da planta industrial que está se traduzindo na qualidade dos produtos.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Tema:
    Salão Aeroespacial Internacional MAKS 2015 (21)

    Mais:

    Rússia: Novo caça Sukhoi T-50 estreia no Salão Aeroespacial Internacional MAKS 2015
    MAKS 2015: estudantes dos BRICS desenvolvem parceria tecnológica (Exclusiva)
    Abertura do Salão Internacional de Aviação e Espaço MAKS 2015 na Rússia
    Tags:
    MAKS 2015, VSMPO-AVISMA, DefesaNet, Sukhoi, Embraer, Sputnik, Nélson Düring, Kazan, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar