08:38 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Barack Obama, presidente dos Estados Unidos (EUA)

    Líder de instituição vencedora do Nobel da Paz diz que Obama "perdeu toda a credibilidade"

    © REUTERS / Yuri Gripas
    Análise
    URL curta
    1411
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Barack Obama, perdeu toda a credibilidade por conta de suas políticas perigosas de escalada nuclear em relação à Rússia, disse a Sputnik a Dra. Helen Caldicott, fundadora do movimento vencedor do Prêmio Nobel da Paz, Médicos Internacionais para a Prevenção da Guerra Nuclear (IPPNW em inglês).

    Obama recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 2009, a despeito das críticas públicas à época no sentido de que ele ainda tinha que mostrar alguma realização digna de ganhá-lo.

    "Para mim, Obama perdeu toda a credibilidade", falou Caldicott nesta segunda-feira (9) a Sputnik.

    "Obama está armando para os russos para ser provocado, o que é bem extraordinário."

    A ativista da paz estava comentando sobre o que ela considerava como um alarme da tensão entre os Estados Unidos e a Rússia, a respeito do conflito na Ucrânia.

    Seus comentários vieram depois de relatos da mídia onde, no Grupo dos Sete (G7) reunidos em Krun, Alemanha, no domingo (7), o presidente Obama discutiu com o primeiro ministro britânico David Cameron a possibilidade da implantação de novos mísseis de cruzeiro dos EUA no Reino Unido, alegadamente para dissuadir a Rússia.

    "O que na Terra Obama pensa que está fazendo, só Deus sabe."

    A ativista anti armas nucleares observou que exercícios militares têm sido regularmente conduzidos no Báltico pelos Estados Unidos e seus aliados, bem como pela Rússia.

    "Estamos perigosamente perto de termos começada a guerra mundial, mesmo que acidentalmente."

    Caldicott também disse que teme que os crescentes movimentos da OTAN e dos EUA para pressionar a Rússia reflitam uma imprudência irracional que poderia se transformar em uma grave crise.

    "Isso está acima e além de qualquer outra questão de saúde pública. Como essas pessoas acham que têm o direito de ameaçar toda a vida no planeta?"

    A IPPNW sob a liderança de Caldicott foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz de 1985.

    Obama disse na época em que recebeu seu Prêmio Nobel da Paz estar surpreso e profundamente honrado com isso.

    Caldicott, médica australia, tem sido uma das lideranças mundiais no ativismo anti armas nucleares por mais de 40 anos. Além disso, ela é fundadora e líder da Fundação Helen Caldicott para um Futuro Livre de Armas Nucleares e autora de muitos livros, incluindo "Se você ama este planeta" e "O novo perigo nuclear: o complexo industrial militar de George W. Bush".

    O Instituto Smithsoniano nomeou Caldicott como uma das mulheres mais influentes do século 20.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Cúpula militar chinesa visita EUA durante tensões no mar da China
    Candidato à presidência dos EUA defende reaproximação com a Rússia
    Grã-Bretanha está pronta a colocar mísseis nucleares dos EUA no seu território
    Ex-conselheiro do Pentágono: colocar mísseis dos EUA na Europa é ridículo
    Tags:
    armas nucleares, Rússia, EUA, Obama, G7, IPPNW, Helen Caldicott, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar