12:38 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Representante permanente da Rússia na ONU, Vitaly Churkin

    Conselho de Segurança: falta consenso na estratégia para Líbia

    © AP Photo/ Julie Jacobson
    Opinião
    URL curta
    0 11

    O representante permanente da Rússia junto à ONU, Vitaly Churkin, disse que alguns membros do Conselho de Segurança alimentam incertezas em relação ao governo legítimo da Líbia.

    O Conselho de Segurança não consegue chegar ao consenso sobre a estratégia de ação na Líbia, anunciou o representante permanente da Rússia junto à ONU, Vitaly Churkin.

    “Infelizmente não há um consenso. Alguns membros do Conselho não conseguem visualizar com clareza o que está acontecendo e o que é necessário ser feito. Eles depositam todas as esperanças nos esforços empreendidos por Bernardino León (representante da ONU na Líbia)”, disse Churkin.  

    O diplomata russo afirmou seu total comprometimento e apoio ao trabalho do representante da ONU na Líbia em formar um governo de unidade nacional. No entanto, Churkin destacou que, em paralelo, “é necessário pensar em medidas de combate ao terrorismo e apoiar o governo legítimo”. 

    “Há diferenças quanto à essa visão no Conselho de Segurança… Alguns membros não estão certos quanto à sua posição em relação ao governo líbio legítimo. Nos consideramos isso um erro”, disse ele.

    Recentemente, Jordânia apresentou ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução elaborado em conjunto com diversos países árabes, que propõe, entre outras medidas, a retirada do embargo sobre armamentos para o país. A mesma proposta já foi defendida por Egito. Segundo a embaixadora da Jordânia no órgão internacional, Dina Kawar, os membros do Conselho ainda estão realizando consultas sobre o documento.

    “Por quanto tempo devemos esperar o desenrolar desse processo político para definir a nossa posição sobre as iniciativas do Egito?”, questionou o diplomata russo.

    No presente momento, Líbia possui dois governos. Por um lado, o parlamento eleito durante as eleições gerais, temporariamente sediado na cidade de Tobruk, no leste do país. Por outro lado, o Congresso Geral Nacional, de forte orientação pró-islamista, em Trípoli. A próxima rodada de negociações de paz da Líbia será realizada em Marrocos, nesta quinta-feira.  

    A expectativa é de que o Conselho de Segurança prorrogue nos próximos dias a missão da ONU no país, para que o enviado especial da organização, Bernardino León, realize negociações e forme um governo de unidade nacional.

    Tags:
    Conselho de Segurança da ONU, Bernardino León, Vitaly Churkin, Marrocos, Rússia, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik