16:42 25 Março 2017
Ouvir Rádio
    Dmitry Kiselev apresenta a agência e rádio Sputnik

    Diretor da agência Rossiya Segodnya critica editor-chefe do The Economist

    © Sputnik/ Aleksey Filippov
    Opinião
    URL curta
    0 863191

    Diretor-geral da agência internacional de notícias Rossiya Segodnya, Dmitry Kiselev, classificou a declaração do jornalista inglês como antirrussa.

    Diretor-geral da agência internacional de notícias Rossiya Segodnya, Dmitry Kiselev, avaliou a declaração do editor-chefe do The Economist, Edward Lucas, como “ameaça aos colegas”. “Soou como algo extremamente selvagem a tentativa de calar a boca de outros, ainda por cima, prometendo transformar os jornalistas em párias. Tudo isso porque alguém ousa manifestar ideias contrárias às de Lucas,” disse o executivo russo. 

    Kiselev destacou que esta não seria a primeira declaração anti-russa do jornalista inglês. “Lucas já chegou a dizer que os “dias de Putin estão contados”. No entanto, Putin venceu as eleições presidenciais no primeiro turno depois disso e, mesmo agora, o presidente da Rússia vive um bom momento de apoio popular. Lucas previa um completo fiasco dos Jogos Olímpicos de Sochi, mas o evento aconteceu de modo exemplar e nos vencemos em todos os aspectos”, lembrou o diretor geral da Rossiya Segodnya.  

    Ele também comentou que, apesar das palavras de Lucas sobre ausência de liberdade de expressão na Rússia, o livro do editor do The Economist, com fortes críticas à política do Kremlin, foi traduzido para o russo e publicado.

    Tags:
    Rossiya Segodnya, The Economist, Dmitry Kiselev, Edward Lucas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik