15:34 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Artilharia turca dispara contra alvos curdos na área de Afrin, 9 de fevereiro de 2018

    Já são quase 4 mil presos ou mortos pela Turquia em Afrin

    © AP Photo /
    Notícias
    URL curta
    414

    As Forças turcas mataram ou capturaram 3.731 militantes curdos e do Daesh desde o início da operação de Ancara em Afrin, na Síria, informou a mídia local nesta sexta-feira (23), citando o presidente Recep Tayyip Erdogan.

    Assim, o número total de militantes neutralizados aumentou em 84 pessoas desde  a terça-feira (20), quando Erdogan disse que o número era de 3.647, segundo o jornal Daily Sabah.

    Em 20 de janeiro, Ancara, ao lado das forças do Exército Livre da oposição, lançou a "Operação Ramo de Oliveira" em Afrin com o objetivo de "limpar" a fronteira síria da Turquia da ameaça terrorista. 

    A Turquia considera que o Partido União Democrática (PYD), um partido político curdo no norte da Síria, e a milícia Unidade de Proteção do Popular (YPG) são ligadas ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que por sua vez é listado como uma organização terrorista por Ancara.

    Damasco tem condenado a operação como uma violação da soberania da Síria.

    Mais:

    EUA oferecerão para Turquia opção ao sistema russo de defesa antiaérea S-400
    Substância radioativa de US$ 70 milhões leva quarteto para cadeia na Turquia
    Lavrov: Rússia trabalha para acelerar a entrega do sistema S-400 para a Turquia
    Tags:
    Guerra da Síria, Unidades de Proteção Popular (YPG), Partido da União Democrática (PYD), Recep Tayyip Erdogan, Afrin, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik