12:52 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Eleições presidenciais no Chile

    Piñera e Guillier disputarão segundo turno das eleições presidenciais no Chile

    © REUTERS/ Carlos Garcia Rawlins
    Notícias
    URL curta
    530

    O ex-presidente Sebastián Piñera (2010-2014) e o candidato governista Alejandro Guillier disputarão o segundo turno das eleições presidenciais no Chile.

    Neste domingo (19), os chilenos votaram para escolher seu novo presidente. Com 90% das urnas apuradas, Piñera tem 36% dos votos enquanto Guillier tem 22%. O segundo turno acontecerá no dia 17 de dezembro.

    Piñera, com mais de duas décadas de experiência na política, é um dos homens mais ricos do país e tenta voltar ao Palácio de La Moneda. Seu programa eleitoral promete defende uma "economia livre, competitiva e aberta para o mundo". Ele sucedeu a atual presidente Michelle Bachelet no cargo de presidente, em 2010.

    Já Guillier é o candidato de Bachelet. Sociólogo e jornalista, ele também é senador desde 2013. Ele promete aumentar os impostos empresariais para pagar uma reforma educacional, reformar a Constituição e melhorar o sistema público de saúde e de pensões. Guillier também costuma destacar a importância do investimento em energias renováveis. 

    A presidente comentou o resultado eleitoral:

    "Sabemos que o Chile quer seguir avançando, é o que disseram as urnas. É possível, é o momento de generosidade e unidade dos valores que compartilhamos", afirmou Bachelet.

    Piñera também falou sobre o resultado do pleito:

    "Agora tem início uma nova etapa e vamos trabalhar com humildade, compromisso e esperança."

    14,3 milhões de chilenos estão aptos a votar e outras 39.137 chilenos que vivem no exterior puderam votar por meio de seções eleitorais espalhadas por 62 países. O voto não é obrigatório. 

    As eleições também vão definir 155 novos deputados e 23 senadores.

    Mais:

    Vice-presidente do Parlamento da Venezuela entra na embaixada do Chile em busca de asilo
    Chile condena 35 militares por sequestro e tortura de mulher grávida durante ditadura
    Mensagem da América Latina: Chile e Uruguai condenam lançamento de míssil norte-coreano
    Chile não apoia golpes de estado nem intervenção militar na Venezuela, diz Bachelet
    EUA pedem que Brasil, Chile, México e Peru rompam laços diplomáticos com Coreia do Norte
    Não cuidar do seu animal de estimação agora dá cadeia no Chile
    Tags:
    Alejandro Guillier, Michelle Bachelet, Sebastián Piñera, Chile
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik