11:09 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da Arábia Saudita

    Arábia Saudita executou 100 pessoas em 2017

    © AP Photo / Jacquelyn Martin
    Notícias
    URL curta
    430
    Nos siga no

    A Arábia Saudita já executou 100 pessoas em 2017. A última execução foi de um homem condenado por homicídio, informou a agência de notícias estatal Saudi Press Agency.

    Este número representa cerca de 10% do total de execuções sancionadas pelo Estado em todo o mundo em 2016, segundo a ONG estadunidense Death Penalty Information Center.

    Riade utiliza a sharia, lei islâmica, para determinar a pena de morte por crimes como renúncia à religião, assalto à mão armada, assassinato, terrorismo, estupro e crimes ligados às drogas.

    Segundo a Human Rights Watch, 14 cidadãos sauditas da minoritária xiita foram condenados à morte por participarem de protestos e ao menos um deles seria menor de idade à época de sua prisão. Em 2016, o Comitê das Nações Unidas sobre os Direitos da Crianças pediu à Arábia Saudita que deixe de executar menores de 18 anos. 

    Mais:

    Arábia Saudita elogia atuação russa no Oriente Médio: sanções serão retiradas em breve
    Arábia Saudita fecha compra dos sistemas de defesa aérea S-400 avançados da Rússia
    Rússia e Arábia Saudita intensificam cooperação no combate ao terrorismo
    Primeira banqueira da Arábia Saudita: segredo do sucesso em um mundo masculino
    Arábia Saudita 'financiou o ensaio' do 11 de Setembro, mostram documentos do FBI
    Tags:
    Human Rights Watch, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar