01:38 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Líderes do grupo BRICS, na cúpula do G20 em Hangzhou. 4 de setembro de 2016

    O que o BRICS está pensando? Entidade divulga comunicado conjunto

    © REUTERS / Wang Zhao/Pool
    Notícias
    URL curta
    13170
    Nos siga no

    Após reunião de dois dias em Pequim, os ministros das Relações Exteriores do BRICS - Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - divulgaram um comunicado conjunto sobre as análises e deliberações do bloco. A Sputnik traz alguns dos pontos mais relevantes do documento.

    Organização das Nações Unidas (ONU)

    A necessidade de reformar a ONU, assim como seu conselho de segurança, foi reafirmada pela publicação, para torná-lo "mais representativo, efetivo e eficiente". O bloco entende que os países em desenvolvimento devem ter sua representação aumentada.

    "A China e a Rússia reiteram a importância que atribuem ao status e ao papel do Brasil, Índia e África do Sul em assuntos internacionais e apoiam sua aspiração de desempenhar um papel maior na ONU."

    Acordo de Paris

    O bloco fez uma convocação para os países seguirem as regras do Acordo de Paris, mas não fez nenhuma menção à retirada dos EUA do acordo, decidida por Donald Trump.

    Síria

    A solução para o conflito na Síria deverá ser fruto da liderança e ser propriedade do próprio país árabe.

    "Os ministros apoiam fortemente as conversações de paz de Genebra e o processo de Astana e recebem a criação das áreas de segurança na Síria. Eles se opõem ao uso de armas químicas por qualquer pessoa, para qualquer propósito e sob qualquer circunstância".

    Israel e Palestina

    A maneira de atingir "paz e estabilidade" no Oriente Médio é seguir as resoluções da ONU, os Princípios de Madrid e a Iniciativa Árabe pela Paz. Assim, poderá ser criado um estado palestino "independente, viável e territorialmente contínuo" e capaz de conviver em "paz e segurança" com Israel.

    África

    O BRICS ressaltou a importância da colaboração entre a ONU e a União Africana (UA) e a chamada "Agenda 2063" — um plano de metas para o continente africano desenvolvido pela UA.

    Confira a íntegra do documento (em inglês) neste link.

    Mais:

    Grupo BRICS se une em esforço global de luta contra terrorismo
    Deputado russo destaca visão mundial comum dos países do BRICS
    Banco do BRICS pode entrar no mercado de capitais da Rússia já em 2017
    Países do BRICS discutem questão de utilização de armas químicas
    Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS aprova estratégia de crescimento
    Tags:
    União Africana, ONU, BRICS
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar