20:32 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Aécio Neves durante uma sessão no Senado sobre impeachment de Dilma Rousseff (foto de arquivo)

    STF adia decisão sobre prisão do senador Aécio Neves

    © AP Photo/ Eraldo Peres
    Notícias
    URL curta
    Michel Temer e o silêncio de Eduardo Cunha (69)
    27115

    Por enquanto, Aécio Neves (PSDB-MG) continuará em liberdade. A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu adiar a decisão sobre a prisão preventiva do senador afastado. Ainda não há data prevista para o parecer da Justiça.

    O político entrou com um recurso para que a decisão sobre sua prisão fosse tomada pelo plenário do Supremo, e não apenas pela Primeira Turma.

    Com isso, o relator do caso, o ministro Marco Aurélio Mello, decidiu adiar a decisão para julgar o recurso de Aécio. A Primeira Turma iria deliberar sobre a prisão do senador, pedido pela Procuradoria-Geral da República, e também sobre o pedido de sua defesa para retomar as atividades parlamentares.

    O colegiado também decidiu que Andrea Neves e Frederico Pacheco, irmã e primo do tucano respectivamente, poderão ficar em prisão domiciliar. Eles haviam sido presos logo após a Operação Patmos, em que Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, da JBS.

    Tema:
    Michel Temer e o silêncio de Eduardo Cunha (69)

    Mais:

    Líder do Conselho de Ética diz que senadores estão 'revoltados' com afastamento de Aécio
    Prédio citado em delação da JBS sobre Aécio é ocupado por jornalistas em Minas Gerais
    Ministro Marco Aurélio será o relator de inquérito contra Aécio Neves no STF
    'Só trafico drogas', diz senador Zezé Perrella em conversa com Aécio Neves
    Ministro Fachin divide investigações de Michel Temer e Aécio Neves
    Tags:
    Supremo Tribunal Federal, Joesley Batista, Aécio Neves
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik