14:39 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Notícias
    URL curta
    160
    Nos siga no

    O ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell e sua esposa foram presos por crimes ligados à Seleção Brasileira, afirmaram as autoridades espanholas nesta terça-feira (23).

    As prisões fazem parte de uma investigação de lavagem de dinheiro relacionada à venda de direitos de televisão da escrete canarinho. Até 15 milhões de euros podem ter sido lavados por meio de paraísos fiscais. O nome da operação das autoridades espanholas é "Jules Rimet", em referência ao homônimo ex-presidente da FIFA que também nomeou a primeira taça da Copa do Mundo.

    Rosell, ex-executivo da Nike no Brasil, tinha ligações próximas com o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira e há expectativa de ações policiais em terras brasileiras. Teixeira foi presidente da CBF de 1989 até 2012, quando renunciou em meio a denúncias de corrupção.

    Rosell já era investigado na Espanha por supostas irregularidades na transferência do atacante Neymar do Santos para o Barcelona, em 2013.

    Mais:

    Del Nero e Ricardo Teixeira podem pegar 20 anos de prisão
    Defesa de Neymar está tranquila quanto às acusações de fraude
    FC Barcelona pode sair do campeonato da Espanha
    Atlético de Madri e Barcelona darão apoio aos refugiados na Europa no clássico espanhol
    Promotoria da Espanha pede prisão de presidente do Barcelona
    Tags:
    CBF, FC Barcelona, Sandro Rosell, Ricardo Teixeira
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar