14:55 14 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Candidata à presidência francesa pela Frente Nacional, Marine Le Pen

    Em primeira viagem como candidata à presidência francesa, Le Pen expressa apoio a Assad

    © AFP 2019 / Joel Saget
    Notícias
    URL curta
    11271
    Nos siga no

    Depois de se reunir com o presidente libanês, Michel Aoun, e o primeiro-ministro Saad Hariri durante uma viagem de dois dias ao Líbano, a candidata de extrema-direita e líder da Frente Nacional disse que o presidente sírio Bashar Assad, é "a solução mais reconfortante para a França" contra a crise na Síria.

    A viagem representou a primeira grande incursão na política externa da candidata, uma das favoritas ao pleito a ser realizado dia 23 de abril. 

    Segundo Marine Le Pen, não há "solução viável" para a guerra civil no país e que, da forma como via, as opções hoje se limitavam a escolher entre Assad e o Daesh (grupo terrorista conhecido como Estado Islâmico, proibido na Rússia).

    "Eu expliquei claramente que no cenário político a opção menos ruim é a politicamente realista. Parece que Bashar Assad, hoje, é evidentemente a solução mais reconfortante para a França".

    A candidata sempre demonstrou preferência pelo presidente sírio, em discordância à política externa adotada pelo país dela.

    Mais:

    Le Pen pede deportação de duplas cidadanias que 'ameacem' segurança nacional
    Marine Le Pen: 'É necessário cooperar com Rússia para fortalecer a Europa'
    NYT avalia chances de Marine Le Pen repetir triunfo de Trump
    Deputado russo convida Marine Le Pen a visitar Crimeia no Dia da Marinha
    Tags:
    Daesh, Estado Islâmico, Saad Hariri, Michel Aoun, Marine Le Pen, Bashar Assad, Líbano, Síria, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar