12:28 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Senado afasta Dilma 1

    Juventude petista aposta em aumentar mobilização nas ruas contra novo governo

    Fábio Pozzebom/Agência Brasil
    Notícias
    URL curta
    472
    Nos siga no

    O Senado aprovou nesta quarta-feira, 31, o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff por 61 votos a favor e 20 contra. Em outra votação em separado, contudo, Dilma manteve seus direitos políticos, com 42 votos a favor, 36 contra e três abstenções.

    Para o secretário estadual da Juventude do PT em São Paulo, Erik Bouzan, "esse é um dia triste na história do Brasil". Na avaliação do dirigente, o impacto não se limita apenas ao Brasil, mas a toda América Latina, vítima de mais um ataque das forças conservadoras, que não conseguiram provar qualquer crime por parte da presidente.

    "Com esse resultado, espero um recrudescimento da tentativa de criminalização dos movimentos sociais e maior repressão policial, como aconteceu esta semana aqui em São Paulo, com a PM reprimindo com violência as manifestações a favor de Dilma."

    Segundo Bouzan, a saída agora será intensificar as manifestações de rua denunciando a ofensiva liberal conservadora dos que levaram a cabo o impeachment, denunciar a agenda de reformas que vão retirar conquistas dos trabalhadores e apostar nas eleições municipais em outubro.

     

    Mais:

    Minoria pede a MP que investigue testemunhas de acusação e impeachment pode ser anulado
    Senador é ameaçado de morte após revelar voto contrário ao impeachment
    Tags:
    ruas, falcões liberais, juventude, mobilização, manifestações, impeachment, PT, Senado, Dilma Rousseff, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar