23:25 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Triatlo é uma das modalidades dos Jogos Paralímpicos

    Proibição do TRE em repasse de verbas para Paralimpíada compromete vinda de delegações

    Divulgação Comitê Rio 2016
    Notícias
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    319001

    Novo impasse para a liberação de verbas públicas da Prefeitura do Rio e da União para garantir os Jogos Paralímpicos, que começa no dia 7 de setembro. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio proibiu que Prefeitura faça doações para o Comitê Rio 2016, alegando que por ser ano eleitoral a legislação não permite esses gastos.

    Após saber da nova decisão da Justiça sobre o repasse de verbas públicas para o Comitê Rio 2016, o Prefeito Eduardo Paes conversou com a imprensa e disse que vai recorrer à Justiça, pois é garantidora dos Jogos Paralímpicos e em caso de dificuldades financeiras deve arcar com os recursos.  

    "Claro que nós estamos com a Paralimpíada garantida. Nós vamos prestar os esclarecimentos a Justiça Eleitoral, ao Poder Judiciário Federal. Não é um compromisso assumido pelo Rio ontem, agora. Esse é um compromisso assumido na candidatura, em 2009. Eu tenho um contrato assinado com o Comitê Olímpico Internacional de entregar as Olimpíadas e as Paralimpíadas. As Olimpíadas já estão sendo emocionantes, as Paralimpíadas serão mais ainda. Exemplo de superação no limite. Nós temos certeza que isso vai ser esclarecido e nós vamos realizar grandes Paralimpíadas."

    Eduardo Paes já afirmou que o Município pode repassar até R$ 150 milhões de reais para o Comitê Rio 2016. O governo federal também fará um aporte no valor de R$ 100 milhões. A Paralimpíada vai usar a mesma estrutura montada para os Jogos Olímpicos, a verba da Prefeitura e da União seria destinada  para os Comitês Paralímpicos Internacionais para pagar a viagem dos atletas.

    Sem entrar em detalhes sobre o tamanho do déficit, o coordenador de comunicação da Rio 2016, Mário Andrada, nega que as verbas da Paralimpíada foram usadas na Olimpíada e informou que serão feitos ajustes em tempo real para garantir a realização da Paralimpíada.

    "Coisas que nós não tínhamos previsto e vimos que precisa ter, nos obrigam a praticamente ajustar  os planos dos Jogos Paralímpicos em tempo real, e é isso que estamos fazendo, enquanto essas discussões estiverem na esfera jurídica não nos compete produzir nenhuma informação, porque isso pode significar uma influência na decisão da Justiça que é soberana." 

    Nesta sexta-feira (19), O presidente do Comitê Paralímpico Internacional, Philip Craven, falou em coletiva no Parque Olímpico, que nunca encontrou tantas dificuldades para a realização de uma Paralimpíada como está enfrentando na Rio 2016. Cravem agradeceu o apoio do Prefeito Eduardo Paes para as competições, e ressaltou compreender que a atual situação econômica do Brasil não é a mesma de quando o país ganhou o direito de sediar os Jogos. 

    De acordo com o Presidente do Comitê Paralímpico Internacional, os serviços vão ser revistos e os Jogos Paralímpicos terão uma estrutura mais enxuta e com menos custos. Philip Craven pediu ainda que os brasileiros abraçem as Paralimpíadas como fizeram com as Olimpíadas, pois a ida do público vai ser fundamental para as competições. 

    Por conta do atraso nos repasses de verbas e pagamento de auxílio para viagens pelo menos dez delegações podem não vir para os Jogos Paralímpicos. O responsável pelas finanças da Paralimpíada, Xavier González, disse na coletiva que o Comitê está trabalhando para resolver essa pendência. Segundo ele, o dinheiro precisa ser repassado, para ajudar na compra das passagens, porque são países pequenos, sem condições de arcar com esses custos.

    Segundo o Comitê Organizador, até o momento dos 2,4 milhões de ingressos colocados à venda para os Jogos Paralímpicos, 300 mil já foram adquiridos. Os ingressos custam até R$ 100, para que seja acessível a todo o público. 

    Tema:
    Rio 2016 (253)
    Tags:
    Jogos Paralímpicos, repasse, recursos, Tribunal Regional Eleitoral, Prefeitura do Rio de Janeiro, Comitê Rio 2016, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik