19:45 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio

    Depois de perder direitos no palácio, Dilma não recebe nem mais o clipping de notícias

    Notícias
    URL curta
    137
    Nos siga no

    Depois de ter restringido seu acesso aos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB, para desclocamento pelo país, sofrer corte de pessoal, assessores, seguranças, agora a presidente afastada Dilma Rousseff não está recebendo nem mais o clipping diário com informações.

    O material, entregue pela Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) diariamente no Palácio do Planalto, estaria sendo desviado para outros endereços em Brasília. Ao constatar o desaparecimento diário do material, Dilma apelou à EBC para que retome as entregas.

    Nesta quinta-feira, 9, o deputado federal Jorge Solla (PT-BA) conseguiu aprovar um requerimento na Comissão de Fiscalização, Finanças e Controle da Câmara dos Deputados cobrando explicações para o fato ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Para o ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União José Eduardo Cardoso, são tentativas de constrangimento, de criar obstáculos para a atuação da presidente.

    "É muito pequeno, muito mesquinho que situações desse tipo aconteçam".

    A notícia surpreendeu a própria EBC, segundo Rita Freire, presidente do Conselho Curador do órgão.

    "De início, não acreditamos, porque isso parece tão mesquinho, mas ao mesmo tempo, quando houve a entrevista da EBC do jornalista (Luis) Nassif com a presidenta Dilma, começamos a ver uma série de notas na imprensa falando em nome do Conselho Curador, em vetos em proibições. Essa entrevista vai ao ar hoje pela Rede Minas em parceria com a TV Brasil. Ninguém ouviu o Conselho Curador para falar em nosso nome."

    A presidente do conselho da EBC admite que há um movimento para se tentar não dar voz à presidenta afastada, o que é muito grave e preocupante, segundo ela. 

    "Vimos que a presidenta estava solicitando ao atual presidente da EBC (Ricardo Melo), que é o legítimo, que ele mande o clipping para ela. A presidenta continua sendo a presidenta do Brasil. Ela está afastada de seu mandato, mas ela é a presidenta, e isso deve ser respeitado, a mídia pública deve ser respeitada e deve cobrir todas as vozes sérias desse debate."

    Com relação ao requerimento ao ministro da Casa Civil, Rita que o conselho também aguarda essas explicações.

    "O Conselho Curador tem que zelar pelos interesses da EBC, para que ela reflite a informação que vem das diversas vozes. Está muito claro que isso (a tentativa de isolamento da presidenta) faz parte dessa disputa de poder que hoje acontece no país — não dar voz, mobilidade, tranquilidade para a presidenta da República. A mídia tem que cobrir isso com seriedade. O que está em jogo no país é a democracia, o valor de um mandato que a população confere à presidenta, as leis que asseguram direitos."

    Segundo Rita, o país está hoje com vários mandatários sob suspeita. 

    "A mídia tem que ter responsabilidade nesse momento e não atuar, como temos visto, boa parte da mídia atuando como parte desse jogo e dando maior visibilidade a um olhar sobre os fatos e ocultando outros. Estamos vendo que um dos olhares que não estão tendo espaço na mídia é o da presidente afastada."

    Mais:

    TV Brasil e Rede Minas transmitem hoje entrevista de Dilma que estava em suspenso
    Mesmo sem voos da FAB, Dilma pretende continuar viajando pelo país em vôos comerciais
    Tags:
    Brasília, Dilma Rousseff, Palácio do Planalto, EBC, isolamento, informações, bloqueio, mídia, manipulação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar