18:06 02 Março 2021
Ouvir Rádio
    Notícias
    URL curta
    5310
    Nos siga no

    Depois da sua libertação de terroristas, a cidade síria de Raqqa se tornará a parte do Sistema Federal Democrático de Rojava (também conhecido como Curdistão sírio) e do norte da Síria, informou na quinta-feira Gharib Hassou, representante do Partido da União Democrático (PYD, na sigla inglesa) no Curdistão iraquiano.

    Na semana passada, a aliança das forças democráticas da Síria (SDF, na sigla inglesa), dirigida pelos curdos, anunciou os planos de libertar Raqqa do grupo terrorista do Daesh. Na terça, a SDF, com a assistência da coalizão internacional, conduziu uma ofensiva para libertar a parte norte da província síria de Raqqa.

    “Visto que o assalto de Raqqa é realizado pela SDF, faz sentido que, depois da reconquista, a cidade se tornar parte do sistema federal democrático criado no norte da Síria”, disse Hassou à RIA Novosti.

    Por razão que “o exército sírio fracassou em fazer alguma coisa contra os terroristas em Raqqa”, o governo sírio não pode fazer nada para impedir que a cidade integre o sistema federal curdo.

    Ele destacou que as forças sírias não participaram na ofensiva para a retoma de Raqqa.

    Em 17 de março, durante a conferência na província de Hasakah, os curdos sírios anunciaram a criação da sua região federal no norte do país, apesar das críticas por parte do governo.

    Desde 2013, Raqqa é controlada pelo Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia e nos EUA.

    Tags:
    curdos, Daesh, Curdistão sírio, Palmira, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar