05:18 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Notícias
    URL curta
    0113
    Nos siga no

    O Senado está votando nesta quarta-feira, 11, a admissibilidade do processo de impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, aprovado na sessão da Câmara dos Deputados de 17 de abril por 367 votos a favor, 137 contra, 7 abstenções e 2 ausências.

    Embora acredite ser difícil reverter o pedido de impeachment na sessão, devido às declarações dadas por grande número de senadores, o coordenador da Via Campesina e do Movimento de Pequenos Agricultores (MPA), Anderson Amaro, diz que a diferença de votos não será a esperada pela oposição.

    “Teremos de 28 a 30 votos”, prevê.

    Amaro acredita que o desencanto da população com as contínuas notícias de corrupção no meio político foi um dos fatores que contribuiu para o agravamento da crise. 

    “Mesmo na classe média, onde é grande a oposição ao governo, começa a surgir a percepção que a troca de comando não será benéfica. Estão trocando uma mulher que pode ter tido problemas de gestão no segundo governo, mas que é honesta e honrada, por nomes que estão envolvidos em diversas investigações por atos ilícitos”, diz Amaro.

    Mais:

    Deputados Constituintes de 1988 criticam processo de impeachment da presidenta Dilma
    Juventude do PT promete ampliar mobilização popular contra o impeachment
    Tags:
    Brasília, Senado, Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Via Campesina, impeachment, Senado Federal, classe média
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar