18:19 21 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Inspetores internacionais negam atividade militar russa na fronteira com Ucrânia

    Premiê ucraniano pede ajuda a Merkel e Hollande para fechar fronteira com Rússia

    © AFP 2017/ Anatolii Boiko
    Notícias
    URL curta
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    0 976023

    A Ucrânia pede ajuda aos parceiros ocidentais para apoiar seus esforços de fechar os trechos da fronteira russo-ucraniana não controlados por Kiev em Donbass, manifestou o premiê ucraniano, Arseny Yatsenyuk.

    “O governo ucraniano aprecia esforços da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e do presidente francês, François Hollande, durante as negociações em Minsk para empurrar a Rússia à decisão correta… Nós apelamos aos nossos parceiros ocidentais para apoiarem os nossos esforços no fechamento da fronteira”, disse o premiê ucraniano numa entrevista à emissora BBC durante a visita a Bruxelas nesta quinta-feira (19).

    Anteriormente as autoridades ucranianas confessaram que não controlam 400 quilômetros da fronteira com a Rússia. Desde o último dia 16, os cidadãos russos só podem entrar no território ucraniano através de pontos internacionais de controle fronteiriço. 

    Na véspera Yatsenyuk também manifestou que a Ucrânia deve prosseguir urgentemente à construção da linha de segurança na fronteira com a Rússia.

    Kiev está realizando, desde meados de abril, uma operação militar para esmagar os independentistas no leste da Ucrânia, que não reconhecem a legitimidade das novas autoridades ucranianas, chegadas ao poder em resultado do golpe de Estado ocorrido em fevereiro de 2014 em Kiev. Segundo os últimos dados da ONU, mais de 5.800 civis já foram vítimas deste conflito.

    Desde 9 de janeiro deste ano, a intensidade dos bombardeios na região aumentou, bem como o número de vítimas do conflito. Isto fez regressar ambas as partes às negociações. 

    O novo acordo de paz, firmado em Minsk entre os líderes da Rússia, da Ucrânia, da França e da Alemanha, inclui um cessar-fogo global no leste da Ucrânia. Segundo o acordo, o armistício deve ser seguido pela retirada das armas pesadas da zona de conflito, processo que já se iniciou.

    Tema:
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    Tags:
    fronteira, Arseny Yatsenyuk, François Hollande, Angela Merkel, Donbass, Alemanha, França, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik