17:40 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Templo ao deus-sol Shamash na cidade mesopotâmica de Hatra.

    Ban Ki-moon pede ajuda ao mundo para evitar destruição da história

    © AP Photo/ Antonio Castaneda
    Notícias
    URL curta
    0 02

    A destruição de locais culturais históricos no Iraque pelo Estado Islâmico mereceu a atenção do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nesta segunda-feira, 9 de março.

    Indignado, ele pediu para que o mundo ajude a evitar estas ações. O porta-voz do líder das Nações Unidas divulgou um comunicado condenando os ataques do grupo extremistas. “O secretário-geral apela urgentemente à comunidade internacional para acabar com a hedionda ação terrorista e combater o tráfico de objetos culturais. A destruição deliberada da nossa herança cultural comum constitui crime de guerra.”

     

    O Estado Islâmico tem atacado importantes locais para a história do homem, alguns classificados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como Patrimônio Cultural da Humanidade. Entre os alvos dos extremistas, estão a cidade milenar de Hatra, cujas ruínas têm 2.300 anos, e fica no Norte iraquiano; e o sítio arqueológico na antiga cidade assíria de Nimrud, também no Iraque e uma das mais importantes da antiga Mesopotâmia.

    Tags:
    Patrimônio da Humanidade, Estado Islâmico, destruição, Ban Ki-moon, ONU, destruição, ataque, UNESCO, Estado Islâmico, Nações Unidas, ONU, Ban Ki-moon, Mesopotâmia, Hatra, Nimrud, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik