03:40 22 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Alexander Lukashenko (E-D), presidente da Bielorrússia, Vladimir Putin, presidente da Rússia, Angela Merkel, chanceler da Alemanha, François Hollande, presidente da França, e Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia

    Russos reconhecem esforços de Putin para a pacificação da região de Donbass

    © REUTERS/ Grigory Dukor
    Notícias
    URL curta
    0 42871

    A maioria dos russos considerou decisiva a participação do presidente Vladimir Putin nas conversas que culminaram na assinatura de um acordo de cessar-fogo para o Leste da Ucrânia, região tomada, há vários meses, por intensos combates entre rebeldes separatistas e tropas comandadas por Kiev.

    Uma pesquisa realizada pelo Centro VTSIOM de opinião pública indicou que 55% dos cidadãos russos consultados acreditam que o cessar-fogo entre as forças ucranianas e as milícias de Donbass se tornou possível principalmente devido ao envolvimento de Putin nas discussões realizadas em Minsk, na Bielorrússia, há duas semanas. Já para 24%, a contribuição de todos os participantes nas negociações de paz foi igualmente importante. Outros 7% consideram que o papel desempenhado por François Hollande e Angela Merkel acabou tendo um peso maior nos resultados, enquanto apenas 1% creditou o feito ao presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko. 

    Para 2% dos entrevistados, os líderes das autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk, embora não façam parte do quarteto de Normandia, deram contribuição fundamental para o cessar-fogo. 

    Os pesquisadores também informaram que 61% das 1.600 pessoas ouvidas em 46 regiões da Rússia não acreditam que os conflitos na Ucrânia terminarão por conta desse acordo. O percentual é exatamente o mesmo verificado na outra pesquisa sobre esse tema,  realizada logo após o primeiro acordo entre rebeldes e Kiev, em setembro do ano passado. Por outro lado, 25% dos russos acham que essas últimas negociações alcançarão o seu objetivo, levando a uma trégua permanente em Donbass.

     

     

     

    Mais:

    Lugansk retira 70% das armas pesadas da linha de frente
    Dezenas de corpos encontrados sob escombros no aeroporto de Donetsk
    Tags:
    opinião pública, pesquisa, VTSIOM, Aleksandr Zakharchenko, Angela Merkel, François Hollande, Pyotr Poroshenko, Vladimir Putin, Lugansk, Donetsk, Bielorússia, Minsk, Kiev, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik