00:20 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Áreas destruídas durante conflito contra o EI na Líbia

    Quase 15 mil egípcios deixaram a Líbia nos últimos dias

    © REUTERS/ Esam Omran Al-Fetori
    Notícias
    URL curta
    0 02

    Cerca de 15 mil egípcios decidiram deixar a Líbia e retornar ao seu país na última semana depois do anúncio da decapitação de vários de seus compatriotas por extremistas do Estado Islâmico no último dia 15.

    Segundo a imprensa nacional, pelo menos 14.585 pessoas já cruzaram a fronteira de Sollum, no Norte do Egito, sendo 3 mil apenas nesta segunda-feira. O número exato de cidadãos egípcios que vivem na Líbia é desconhecido, mas as autoridades estimam que haja pelo menos algumas dezenas ou centenas de milhares, trabalhando principalmente na construção civil e em atividades artesanais. 

    Após a divulgação do vídeo mostrando a execução de 21 cristãos coptas na Líbia, o governo egípcio decidiu ordenar um ataque aéreo a várias posições jihadistas no país vizinho, e pediu aos seus cidadãos para retornarem imediatamente para o Egito. 

     

    Mais:

    Egito ataca militantes do EI na Líbia após execução de cristãos egípcios (VÍDEO)
    Estado Islâmico divulga vídeo da suposta execução de cristãos egípcios
    Tags:
    terrorismo, Estado Islâmico, Líbia, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik