22:30 25 Março 2017
Ouvir Rádio
    Beija-Flor, Carnaval 2015

    Ocupação média de hotéis no carnaval chega a mais de 80% no Rio

    Marco Antonio Cavalcanti/ Riotur
    Notícias
    URL curta
    Carnaval Brasil 2015 (15)
    0 4901

    A taxa de ocupação média da rede hoteleira do Rio de Janeiro neste carnaval chegou a 83,79%, com 6 pontos percentuais acima do índice registrado no ano passado. A informação foi divulgada na noite de sábado, 20, pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ).

    Segundo a Associação, o maior índice foi nos bairros de Ipanema e do Leblon, os mais procurados pelos turistas, que superaram 90% de ocupação média (92%). Em seguida vieram os bairros de Copacabana e Leme, com taxa de ocupação de 85,34, do Flamengo e de Botafogo, com 83,10%, e o centro, com 82,25%.

    A Barra da Tijuca surpreendeu a indústria hoteleira. com taxa de ocupação de 77%, com aumento de quase 10 pontos percentuais em relação ao resultado do ano passado.

    Segundo o presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes, a ocupação da rede hoteleira “superou as expectativas, e o carnaval carioca foi fortemente prestigiado, principalmente, pelos turistas nacionais, que ocuparam mais de 70% dos quartos vendidos”.

    De acordo com a associação, na Costa Verde, em cidades como Angra dos Reis e Paraty, a taxa de ocupação passou de 95% e, nas da região serrana, o percentual ficou entre 90% e 95%. Na Região dos Lagos,  os hotéis de Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo tiveram ocupação superior a 85%. A média geral no interior do estado fechou acima dos 90%.

    Tema:
    Carnaval Brasil 2015 (15)

    Mais:

    Carnaval de 2015 teve menor índice de mortes em estradas federais dos últimos 8 anos
    Carnaval tem menos acidentes e mortes nas estradas em oito anos
    Beija-Flor sagra-se campeã do carnaval do Rio
    Carnaval pega fogo no Rio, São Paulo e Salvador
    Hotéis do Rio já reservaram mais de 75% dos quartos para o carnaval
    Tags:
    carnaval, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik