22:19 10 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Senador americano John McCain fala à imprensa em Kiev

    McCain: uso de bombas de fragmentação pela Ucrânia é culpa dos EUA

    © AP Photo/ Sergei Chuzavkov
    Notícias
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (286)
    0 246298

    Os Estados Unidos são o culpado pelo uso de bombas de fragmentação pela Ucrânia. A afirmação é do senador John McCain, que chefia o Comitê de Serviços Armados do Senado. Ele revelou à agência Sputnik, nesta quinta-feira, que a responsabilidade é americana porque seu país não forneceu outro tipo de armamento a Kiev.

    "Acredito que se tivéssemos fornecido as armas que eles precisam, eles não teriam sentido a necessidade de usar bombas de fragmentação. Logo, é parcialmente culpa nossa", afirmou McCain.

    A Human Rights Watch, entidade de direitos humanos, confirmou em novembro de 2014 as alegações das repúblicas de Donetsk e Lugansk. Segundo elas, as tropas de Kiev haviam utilizado munição de fragmentação em áreas residenciais. A organização constatou ainda que bombas do mesmo tipo foram usadas no dia 2 de outubro, no bombardeio a Donetsk que matou um funcionário de Cruz Vermelha.

    Um documento da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a questão dos direitos humanos na Ucrânia, publicado em novembro, relatou que o uso de bombas de fragmentação no leste da Ucrânia era uma violação às leis humanitárias internacionais e poderia ser considerado crime de guerra.

    Munição de fragmentação contém dezenas ou até centenas de submunições, que se espalham por uma área vasta, levando perigo a todos em uma região. Até hoje, 114 países assinaram um tratado da ONU banindo esse tipo de armamento. A Ucrânia não faz parte deste grupo de nações.

    O senador John McCain informou também que serão necessários mais consultores militares americanos em solo caso os Estados Unidos forneçam equipamentos militares letais à Ucrânia.

    "Precisamos de alguns, mas não é um número grande, e esses militares não serão utilizados em combate. Não colocaremos soldados americanos em papéis de combate, mas ajudaremos os ucranianos a se defenderem", afirmou McCain, que faz parte de um grupo de senadores que pedem o fornecimento de armamentos letais à Ucrânia.

    Os Estados Unidos já vêm treinando militares ucranianos e estão sendo direcionados pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e pela embaixada dos EUA em Kiev. A Casa Branca anunciou nesta segunda-feira que ainda está avaliando suas políticas sobre o fornecimento de armas letais.

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (286)

    Mais:

    Após reunião de Kiev, Poroshenko vê esperança de cessar-fogo
    Acordos de Minsk serão a base para encontro de Hollande e Merkel em Moscou
    EUA consideram fornecer armas defensivas a Kiev
    Tags:
    bombas de fragmentação, John McCain, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco