Grupo de manifestantes em Berlim, Alemanha, participa de protesto de Mulheres Contra Bolsonaro.

Protestos #EleNão contra Bolsonaro são vistos ao redor do mundo

Reprodução
Notícias
URL curta
5678108

Neste sábado (29) estão marcados protestos organizados mulheres contrárias ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as pesquisas de intenção de voto.

Além das cidades brasileiras, ao menos 12 outras cidades, principalmente na Europa, registram atos semelhantes.

Jair Bolsonaro
© Foto : Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Segundo imagens divulgadas pelo coletivo Mídia Ninja, há manifestações na Alemanha, em Berlim e Bonn; na Itália, em Milão; na Holanda, em Haia e The Hague; na África do Sul, em Cidade do Cabo; na Hungria, em Budapeste; no Líbano, em Beirute; na Irlanda, em Dublin; na Espanha, em Barcelona e Santiago de Compostela; na França, em Paris; e Argentina, em Buenos Aires.

No Brasil, a maor parte dos atos já ocorre. A expectativa é que haja maior concentração de pessoas nas capitais, principalmente São Paulo e Rio de Janeiro.

No sábado, 29 de setembro, em Milão, na Itália, mulher segura cartaz com o rosto de Marielle Franco e a frase Ele Não, símbolo do movimento Mulheres Contra Bolsonaro.
No sábado, 29 de setembro, em Milão, na Itália, mulher segura cartaz com o rosto de Marielle Franco e a frase "Ele Não", símbolo do movimento Mulheres Contra Bolsonaro.

Segundo a última pesquisa de intenções de votos, divulgada na noite da sexta-feira (28) pelo DataFolha, Bolsonaro tem 28%, Fernando Haddad (PT) tem 22% e Ciro Gomes (PDT) tem 11%.

Mais:

Bolsonaro dá entrevista para Datena na TV Bandeirantes; acompanhe como foi
Veja ataca Bolsonaro e internet vira campo de batalha
Bolsonaro pode ter alta no fim de semana, diz hospital
Veja: ex-mulher acusou Bolsonaro de roubo, agressividade e ocultação de patrimônio
Haddad ou Bolsonaro: quem ganha mais com a suspensão de 3,4 milhões de títulos pelo STF?
Tags:
eleições 2018, Mulheres Contra Bolsonaro, EleNão, Datafolha, Mídia Ninja, Ciro Gomes, Jair Bolsonaro, Fernando Haddad, Rio de Janeiro, São Paulo, Itália, Argentina, França, Espanha, Irlanda, Líbano, Hungria, África do Sul, Alemanha
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik