21:58 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    0 92
    Nos siga no

    Em meio a um 2020 turbulento, e com registros de objetos voadores não identificados na semana passada, a Índia voltou a postar avistamentos de supostos OVNIs nas redes sociais.

    Vários habitantes da Índia capturaram nos últimos dias o que chamaram de objetos voadores não identificados (OVNIs) iluminando os céus do país.

    Influenciados por memes, os internautas dizem que "não se surpreendem" se os alienígenas aparecem na Terra, mesmo a distâncias de milhões de anos-luz um do outro.

    Isto foi o que gravei no dia 9 de junho às 21h00 [13h00, horário de Brasília]. A mim me parece ser um OVNI [...] Luzes em forma de pirâmide [...] Localização: Kurukshetra, Haryana

    Apenas alguns dias atrás, no domingo (7), foi registrado um "disco voador" brilhante no centro da Índia, em plena luz do dia.

    O objeto circular brilhante foi gravado se movendo a uma velocidade rápida no céu por vários minutos antes de desaparecer bruscamente. O vídeo viral deixou os residentes de Raipur se perguntando se era um OVNI ou algum outro fenômeno celeste.

    Organização Indiana de Pesquisa Espacial, Organização de Pesquisa e Desenvolvimento da Defesa [e] NASA, por favor, vejam e digam sua opinião sobre este vídeo. O que é isso? OVNI? Filmado em [estado de] Chattisgarh, Raipur

    Alguns internautas estão convencidos que viram OVNIs, mas alguns argumentam que estes poderiam ser drones, aeronaves triangulares de gravidade zero, ou mesmo outros planetas que são aparentemente visíveis da Terra agora porque os lockdowns ao redor do mundo limparam o ar de tal forma que os humanos podem ver planetas aleatórios todos os dias, uma referência a um famoso meme de 2020.

    Mais:

    OVNI estaria monitorando Estação Espacial Internacional (VÍDEO)
    'OVNI' teria aparecido em VÍDEO sobrevoando base militar dos EUA
    OVNI teria sido avistado por família britânica (VÍDEO)
    Tags:
    Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar