04:21 10 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    151
    Nos siga no

    Trabalhadora de reserva privada de leões vira alvo de ataque repentino dos animais quando cuidava dos mesmos em sua jaula na África do Sul.

    Durante o incidente fatal, a jovem Swans van Wyke, 21, entrou em uma das jaulas de uma reserva privada na província sul-africana de Limpopo.

    De repente, a mulher se tornou alvo de ataque feroz de um número ainda indeterminado de leões.

    Conforme publicou o tabloide Daily Star, a mulher ainda conseguiu sair viva da jaula e chamar a atenção de pessoas próximas com seus gritos, mas acabou por vir a falecer no recinto.

    Em uma publicação no Twitter é possível ver Wyke com duas leoas.

    Uma trabalhadora de 21 anos de reserva de caça foi morta por leões após um ataque em seu recinto na África do Sul. Acredita-se que Swans van Wyke escapou da jaula e alertou o pessoal [da reserva] sobre o ataque com seus gritos, antes de colapsar devido a feridas devastadoras.

    Entre os ferimentos havia marcas de mordidas e garras.

    "Nossas primeiras investigações apontam que ela estava fazendo suas tarefas quando foi atacada por um número indeterminado de leões", afirmou o porta-voz da Polícia sul-africana, o coronel Moatshe Ngoepe.

    Ainda de acordo com a autoridade, a causa do ataque é desconhecida. O recinto está fechado desde o incidente, enquanto o futuro dos animais ainda é incerto.

    Mais:

    Brincando com a morte: leão-marinho faz bailado diante de tubarão gigante (VÍDEO)
    Babuíno rouba filhote de leão e cuida dele como se fosse seu
    Leão branco ataca e agarra braço de tratador em zoo do Paquistão
    Tags:
    África do Sul, reserva, ataque, leão, morte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar