23:42 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    181
    Nos siga no

    Pesquisadores descobriram que uma salamandra decidiu ignorar a vida moderna e relaxar, entretanto, levou isso tão a sério que ficou mais de sete anos sem se movimentar.

    Para ser mais preciso, a salamandra ficou inativa por 2.569 dias, segundo estudo revelado pelo Journal of Zoology.

    A descoberta ocorreu graças ao estudo do sistema de cavernas aquáticas na Bósnia e Herzegovina, concluindo que a espécie Proteus anguinus, também conhecida como olm, poupa extremamente sua energia.

    "Das 37 recapturas [...] apenas 10 percorreram mais de 10 metros e apenas três mais de 20 metros, em mais de 100 dias entre as aparições. Uma delas foi encontrada no mesmo local depois de 2.569 dias", ressalta o estudo.

    O proteus é uma espécie que habita as cavernas aquáticas de salamandras nativas da Europa, e são adaptadas para viver na escuridão, o que as torna totalmente cegas e eleva seus sentidos, como a audição e o olfato.

    Estas salamandras podem viver mais de 100 anos e geralmente se reproduzem a cada 12,5 anos.

    Mais:

    Lagarto-monitor é flagrado em casa de aposentada
    Pendurada no telhado com lagarto na boca, píton choca aposentados na Austrália (FOTO)
    Lagarto gigante insiste em entrar em casa sem ser convidado
    Tags:
    estudo, Bósnia-Herzegovina, Bósnia, pesquisa, descoberta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar