21:08 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    535
    Nos siga no

    A figura, localizada em um planalto no sul da Austrália, tem sido uma atração turística do país, mas foi encontrada pela primeira vez em 1998, e evidências apontam para ter sido feita em tempos recentes.

    A NASA publicou no domingo (29) uma foto da Austrália com um geoglifo apelidado de "Homem de Marree" (Marree é nome de uma aldeia 60 quilômetros a leste do sítio). "Gigante de Stuart" é outro de seus nomes. O contorno do geoglifo tem cerca de 3,5 quilômetros de comprimento.

    Vista de geoglifo gigante na Austrália.
    Vista de geoglifo gigante na Austrália.

    O "Homem de Marree", localizado em um planalto, foi avistado originalmente por um piloto em 26 de junho de 1998, e investigações desde então não conseguiram estabelecer quem teria sido seu autor e qual foi seu propósito, conta o diário The Epoch Times.

    A figura representa um homem aborígene, mas é uma anomalia na paisagem australiana, pois estudos comprovaram que foi "construído" há relativamente pouco tempo.

    Apesar de algumas teorias bizarras, uma das mais plausíveis foi a de que um artista australiano, Bardius Goldberg, que tinha expressado interesse em criar arte visível do espaço, tivesse realizado a obra, mas ele recusou assumir ou negar a autoria até sua morte em 2002. Outras teorias são que militares australianos ou norte-americanos tivessem sido os criadores, segundo uma agência de viagens australiana. 

    Pistas reais?

    Uma informação anônima enviada para a mídia pouco depois da descoberta apontou para que tivesse sido feita por um não-australiano, com evidências tais como a indicação de medições no sistema imperial, e não métrico, tal como na Austrália, e a existência de uma inscrição com expressões não australianas.

    Ninguém tem explicação para diversos objetos encontrados em uma cova junto do local: uma foto de satélite da atração, um jarro com uma pequena bandeira dos EUA e uma nota referente a um culto com sede no estado norte-americano do Texas.

    Em janeiro de 1999 as autoridades encontraram uma placa perto da cabeça da figura com a bandeira dos EUA, os anéis olímpicos e uma citação em inglês do zoólogo australiano Herbert Finlayson: "Em honra da terra que outrora conheceram. Suas conquistas nestas buscas são extraordinárias; uma fonte constante de maravilha e admiração". Alguns suspeitam que todas estas "pistas" sejam uma manobra de diversão para afastar as pessoas da verdadeira razão de sua criação.

    Desde então, o local tem sido um íman turístico, mas o desenho da figura tem sofrido erosão ao longo dos anos, pelo que empresários locais "restauraram" a obra em 2016, algo que a recente foto comprova ter sido um sucesso.

    Mais:

    Cientistas explicam o que acontecerá se asteroide gigante colidir com Terra
    Surgem 'objetos misteriosos' na Antártica que alguns suspeitam serem OVNIs de novo (VÍDEO)
    Halo de pulsar próximo da Terra pode resolver mistério de antimateria, afirmam astrônomos (VÍDEO)
    Tags:
    Austrália, NASA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar