11:29 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    6220
    Nos siga no

    Humanos estão eliminando o habitat natural destes chimpanzés, e os animais estão reagindo violentamente.

    Chimpanzés selvagens "declararam guerra" à população em Uganda ocidental, perto do lago Albert, relatou na última sexta-feira (8) a revista National Geographic.

    Nesta zona vivem agricultores que, nos últimos cinco a sete anos, vêm reduzindo ativamente as selvas para cultivo, privando, assim, os primatas do seu habitat. As respostas dos chimpanzés são ataques sangrentos, principalmente contra crianças, porque temem atacar adultos armados, pelo menos por enquanto.

    Os agricultores locais contam histórias de terror. Uma dos fazendeiros, que trabalha em um campo perto do assentamento Muhororo, diz que um grande chimpanzé macho agarrou seu pequeno filho, arrastou-o para a floresta, onde quebrou sua cabeça, rasgou seu estômago e arrancou seus rins.

    Mais tarde, a manada de macacos começou a aterrorizar a família dessa camponesa, atacando sua casa, apesar da cerca instalada pelo marido. Como resultado, a família foi forçada a deixar a área.

    Em outro caso, um chimpanzé atacou um menino de 2 anos de idade, arranhando o braço e a virilha dele. Uma garota foi levada para uma árvore, onde um macaco feriu gravemente sua mão e a jogou no chão. A mão da menina teve de ser amputada.

    Moradores falam sobre um macaco chamado Saddam: ele matou pelo menos sete crianças e comeu algumas delas.

    Estatuto dos chimpanzés em Uganda

    Ao mesmo tempo, a matança de chimpanzés ameaçados de extinção é proibida por lei em Uganda. Uma licença especial deve ser obtida para caçar estes animais, argumentando que o macaco realmente representa uma ameaça para os humanos. Além disso, os habitantes locais consideram os chimpanzés animais sagrados, e a agressão contra eles provoca uma reação negativa da sociedade.

    Cientistas sugerem a plantação de novas florestas para chimpanzés e a escavação de poços para evitar rios, onde primatas muitas vezes estão por perto. As famílias das vítimas exigem que todos os chimpanzés do distrito sejam mortos, embora os moradores menos radicais acreditem que os macacos devem ser capturados e transferidos para parques nacionais.

    Parque nacional de Garamba
    © Foto / Nuria Ortega
    Parque nacional de Garamba

    É provável que um reassentamento termine em lutas sangrentas entre chimpanzés recém-chegados e habitantes indígenas de florestas protegidas.

    O chimpanzé

    O chimpanzé é considerado o ser mais próximo do Homo sapiens, seu genoma difere do de humanos em apenas 6,4%. Os machos podem atingir uma altura de 1,7 metro e pesar até 70 quilos.

    Os chimpanzés são omnívoros e podem ser muito agressivos. Estudos mostram que quando lutam pelo território, às vezes, matam filhotes e machos de uma manada de oponentes. Eles normalmente matam rasgando a garganta da vítima ou arrancando as genitais. Ao mesmo tempo, os chimpanzés podem lamentar a morte de parentes e membros da mesma manada.

    Tags:
    natureza, floresta, Uganda, macaco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar