22:04 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Stripper

    Striptease é incentivado no Reino Unido durante falha em site do governo

    © AP Photo / Charlie Riedel
    Mundo insólito
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Departamento do Trabalho e Pensões do Reino Unido (DWP, sigla em inglês) insere dançarina de striptease na lista de profissões recomendadas no país. Governo tirou página do ar e alegou falha.

    O órgão britânico retirou de seu site uma ferramenta para aqueles que procuram trabalho. A decisão foi tomada após a página ter colocado dançarina de striptease como possível carreira para quem busca emprego no país.

    A ferramenta, chamada de Work You Could Do (trabalho que você poderia fazer, tradução direta do inglês), ajuda quem busca uma ocupação a ingressar no mercado de trabalho, sugerindo possíveis carreiras e descrevendo o que elas implicam, publicou o Telegraph.

    No entanto, devido a um erro técnico, a ferramenta listou dançarina de striptease como emprego potencial, junto com assistente de hotel, recepcionista e funcionário de bingo.

    O site descreveu a profissão como "o adulto que dança em estabelecimentos de entretenimento", incentivando quem procura trabalho a achar uma vaga.

    Consertando o erro

    Mais tarde, um funcionário do Departamento disse que a referida profissão era "inapropriada e que reveria a lista". O governo do país também disse que os funcionários do Departamento não colocariam os cidadãos em um trabalho como esse, informou o Independent.com.

    Por enquanto, a página continua fora do ar. O erro teria sido cometido quando o Departamento copiou uma lista de profissões elaborada pelo Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS, sigla em inglês).

    Mais:

    Magia negra estaria sendo usada para obrigar nigerianas a se prostituírem na Europa
    Parlamento israelense torna ilegal pagar por sexo, mas poupa prostitutas
    Mulher tira calcinha no metrô de Moscou para obter assento (VÍDEO)
    Tags:
    mercado de trabalho, erro, Reino Unido, emprego, striptease
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar