01:56 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Um jacaré albino, espécie extremamente rara, chegou ao zoológico de Illinois para passar as férias de verão.

    O réptil, conhecido como Floco de Neve, tem 16 anos de idade e dois metros de comprimento, segundo o portal Little Things.

    Ele é um dos 100 jacarés albinos existentes no mundo, sendo extremamente raro, considerando que apenas nos EUA há aproximadamente cinco milhões de jacarés, segundo os cientistas.

    ​Este é o Floco de Neve, um raro jacaré albino. 

    Esses répteis raros são filhos de pais que possuem o gene recessivo do albinismo, ou seja, não são capazes de criar melanina, a substância que dá a cor à pele e aos olhos, o que os torna especiais.

    ​Jacaré albino extremamente raro chega ao zoológico de Illinois. 

    Os jacarés normalmente habitam pântanos, rios e lagos. Entretanto, os jacarés albinos enfrentam dificuldades em sobreviver na natureza porque são facilmente avistados por predadores devido à pele branca brilhante e olhos rosados.

    ​Floco de Neve, o jacaré albino extremamente raro chega ao zoológico de Illinois para uma visita de verão. 

    Além disso, a pele é mais sensível à luz solar, o que geralmente é essencial para os jacarés regularem a temperatura do corpo. O jacaré albino também tem dificuldade de ver a comida e seus predadores, uma vez que o sol queima seus olhos.

    Sendo assim, provavelmente o Floco de Neve não conseguiria viver por muito tempo em seu habitat natural e por isso, precisa viver em cativeiro. Atualmente, o jacaré albino vive na Flórida, mas passará as férias de verão no zoológico de Illinois.

    Mais:

    Jacaré de 3,5 m se vê livre e se recusa a entrar na água por capricho (VÍDEO)
    Jacaré de 2,4 m cai em armadilha e acaba sendo 'algemado' nos EUA (FOTOS)
    Jacaré de 3 metros 'visita' família nos EUA bem no café da manhã (FOTOS)
    Tags:
    EUA, espécies, Zoológico, réptil, jacaré
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar