16:47 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Um homem com uma Bíblia

    Esposa ciumenta obriga marido a jurar sobre Bíblia sua fidelidade

    © Foto: Unsplash\Ben White
    Mundo insólito
    URL curta
    0 23

    A esposa ciumenta atacou com um machado a caravana de seu marido, considerado como viajante, e obrigou-o jurar sobre a Bíblia que não tinha saído com prostitutas, comunicou a edição The Sun. O vídeo dos acontecimentos apareceu na internet e instantaneamente se tornou viral.

    Na primeira parte do vídeo, gravado pela esposa enraivecida, a mulher mostra a caravana destruída com um machado por ela mesma.

    "A sua esposa limpa e decente não era suficientemente boa para ele. Ele não queria uma garota limpa e decente, ele obtinha sua excitação de prostitutas sujas, ele queria prostitutas sujas", comentou ela no vídeo, referindo-se a si mesma e ao seu marido e demonstrando as consequências da devastação na sua habitação.

    A segunda parte do vídeo mostra seu marido jurando sobre a Bíblia que não a traiu. "Eu ponho a mão sobre esta Bíblia aqui e hoje em como nunca dormi com nenhuma garota em nenhum hotel. As acusações feitas contra mim são todas falsas", pronunciou o homem perante o sacerdote. Além disso, o marido pediu desculpas e declarou que ama sua esposa e quer dar um novo início ao seu casamento.

    A filmagem montada apareceu na internet na semana passada, tendo sido vista mais de um milhão de vezes. Porém, não se sabe ao certo quando e onde ela foi gravada. O vídeo se tornou viral em um instante. Os internautas criticaram a mulher por seu comportamento desequilibrado.

    Mais:

    Macaco 'de GTA' quase se apodera de carro para dar um rolê (VÍDEO)
    Leopardo de estimação escapa do dono e ataca crianças e mentor na África
    Magia negra estaria sendo usada para obrigar nigerianas a se prostituírem na Europa
    Soldada é questionada por chefes do exército britânico devido a conteúdo explícito
    Tags:
    vídeo, sacerdote, destruição, caravana, juramento, Bíblia, ciúmes, esposa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar