23:21 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Mulher com cobra no pescoço

    Sexo e cobras: homem britânico enfrenta prisão por pornografia extrema

    CC0
    Mundo insólito
    URL curta
    290

    Um tribunal na Inglaterra convocou um homem de 46 anos, que agora enfrenta pena de prisão por posse de pornografia envolvendo pessoas tendo relações sexuais com animais.

    A polícia encontrou mais de 70 imagens no computador de Bryan Mills, de Sunderland, que negou desfrutar desse tipo de pornografia ou ter assistido ao conteúdo.

    Fotos de animais — incluindo cobras, cães, cavalos e porcos — envolvidos em "um ato sexual" com humanos foram apreendidas pelos detetives quando visitaram a casa de Mills em agosto de 2017.

    Desde então, o homem se confessou culpado de possuir imagens pornográficas extremas, mas, segundo seu advogado, "não tem interesse nesse tipo de coisas".

    "Ele baixou as fotografias, mas não conseguiu se livrar delas", acrescentou o advogado.

    O Sr. Mills esteve envolvido em uma colisão de bicicleta há dez anos e, como resultado, foi forçado a usar muletas. Ele também não conseguiu encontrar emprego desde o acidente.

    De acordo com a Lei de Imigração e Justiça Criminal de 2008 do Reino Unido, a posse de "imagens pornográficas que retratam atos que ameacem a vida de uma pessoa; atos que resultam ou possam resultar em lesões graves no ânus, seios ou genitais de uma pessoa; bestialidade; ou necrofilia" é considerado crime.

    O advogado do acusado pediu que ele fosse sentenciado no tribunal de South Tyneside. No entanto, o juiz distrital Roger Elsey disse: "Dado o número de imagens e o fato de que elas são extremas, acho que vou recusar a jurisdição."

    O Sr. Mills comparecerá ao Tribunal da Coroa de Newcastle em 4 de setembro.

    Mais:

    14 vermes antes encontrados apenas em animais são extraídos do olho de norte-americana
    Não se brinca com animais selvagens: crocodilo quase arranca mão de zelador (VÍDEO)
    Tags:
    serpentes, cobras, pornografia, crime, animais, sexo, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik