15:44 10 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Monge budista recitando oração (foto de arquivo)

    Monge tailandês teria matado jovem em ritual exorcista com muita 'água benta'

    © AP Photo / Bernat Armangue
    Mundo insólito
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Ex-monge budista, suspeito de matar uma jovem de 18 anos de idade durante um ritual exorcista, foi detido na Tailândia, relatou o Bangkok Post.

    O homem foi capturado na sua aldeia natal, na província tailandesa de Chaiyaphum, para onde voltou, depois de ter passado três meses fugindo da investigação.

    O tailandês, de 43 anos de idade, que abriu mão do título após a morte da jovem, contou que havia notado uma marca escura no pescoço da adolescente, destacando que ela teria sido vítima de uma forte maldição.

    Em depoimento à polícia, o homem disse ter recomendado que a jovem bebesse "água benta" preparada por ele para acabar com a maldição. Depois de beber muita "água benta", a garota começou a vomitar, perdeu a consciência e depois morreu.

    Os médicos não conseguiram identificar a causa da morte. A investigação sugere que a vítima tenha tido uma reação alérgica a um dos componentes da "água benta".

    O ex-monge, por sua vez, afirmou que não adicionou nenhuma substância à água, mas apenas recitou versos enquanto a menina bebia o líquido.

    A morte da jovem pegou o tailandês de surpresa, pois há muitos anos ele vinha "curando" pessoas com a água utilizada de vícios em álcool, cigarros e drogas, segundo o jornal.

    Após a tragédia, o antigo monge fugiu para a ilha de Krabi onde trabalhou durante três meses em embarcações de pesca, mas depois voltou à aldeia natal para viver com os parentes e foi preso.

    Mais:

    Último menino e técnico já foram resgatados da caverna na Tailândia, diz mídia
    Tags:
    morte, água, maldição, exorcismo, monges, Tailândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar