01:42 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Nave espacial (imagem referencial)

    Marca de nave extraterrestre? Google revela 'cratera alienígena' no Arizona (FOTO)

    © Fotolia / Kovalenko Inna
    Mundo insólito
    URL curta
    0 98

    Caçadores de OVNIs descobriram nos mapas do Google Earth algo que afirmam ser evidência da visita de vida extraterrestre ao nosso planeta, escreve o jornal Daily Star.

    Imagens por satélite do site mostram uma gigante cratera de Barringer, a maior cratera preservada do mundo.

    Localizada no norte do Arizona, o buraco de pouco mais de um quilômetro de diâmetro e 200 metros de profundidade, foi deixado por um grande asteroide que colidiu com a Terra, o que aconteceu há 50 mil anos e teria tido consequências devastadores para a vida na região.

    Cratera de Barringer no Arizona, EUA
    Cratera de Barringer no Arizona, EUA

    No entanto, de acordo com o jornal Daily Express, os "credores" em extraterrestres afirmam que a cratera poderia ter sido causada por algo diferente.

    Em particular, segundo eles, o buraco gigante pode ser evidência da aterrissagem de uma nave espacial na Terra.

    A gigante cratera já deixou perplexos cientistas antes quando descobriram que o buraco continha significativamente menos rochas derretidas do que esperado após impacto do asteroide.

    Mas este mistério foi resolvido quando cientistas revelaram que a rocha colidiu com a Terra a uma velocidade mais baixa do que tinham acreditado.

    Quanto às descobertas do Google, conspiracionistas afirmaram recentemente ter provas de que o Google Earth encontrou um monstro do lago Ness.

    Segundo usuários, o Google Maps censurou as fotos do monstro desfocando-o dos mapas.

    Mais:

    Encontrada Atlântida? Google Maps revela estrutura misteriosa na Antártida (VÍDEO)
    Google e Facebook contribuem para a manipulação política?
    Tags:
    alienígenas, nave espacial, vida extraterrestre, cratera, Google, Arizona, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik