03:43 01 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    12915
    Nos siga no

    Um pastor evangélico de 52 de idade da cidade argentina de Neuquén, violou uma parente de 28 anos, depois de convencê-la que ela estava possuída pelo "diabo", segundo a denúncia da vítima citada pelo diário La Mañana de Neuquén.

    A mulher foi jantar na casa do pregador por ser paroquiana e por ter laços familiares através de sua vovó, chegando a chamá-lo de "tio". Depois de desabafar com o pastor sobre estar passando por uma etapa difícil na vida, o homem levou a conversa para o lado religioso, assegurando que ela estava mesmo era possuída.

    Confiando nas palavras do pastor, ela permitiu que ele realizasse o exorcismo de imediato. A mulher se lançou sobre uma manta no chão cercada por velas acesas e o pastor, depois de rezar, estuprou-a, informa o diário.

    Logo depois de sofrer o abuso, a vítima, que além do mais é irmã de um agente da lei, guardou silêncio por algum tempo, mas afinal encontrou forças para contar tudo à sua família e denunciar o ato. Na sexta-feira (13), a mulher ofereceu detalhes da sua experiência traumática perante a Procuradoria de Delitos Sexuais.

    Mais:

    Exorcismo está em alta no Vaticano
    'Pastor-exorcista' que queimou mulher na Nicarágua foi condenado a 36 anos de prisão
    Padre: 'Eu vi uma criança levitar'
    Tags:
    violência, diabo, exorcismo, pastor evangélico, igreja
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar