18:03 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    5170
    Nos siga no

    As gêmeas austríacas Stephanie e Julia Bassler têm mais de 200 mil seguidores no Instagram, cada. As garotas, de 25 anos, que levam à loucura homens por todo o mundo, mantêm seus fãs informados sobre seu estilo de vida esportivo e alimentar.

    As duas irmãs são inspiração para muitos por levar uma vida saudável.

    As jovens, que antes eram muito magras com apenas 40 kg, confessam que a vida melhorou e muito após darem mais importância à alimentação e ao esporte.

    "Quando não gostamos mais de nós mesmas, decidimos nos tornar mais atléticas e ganhar massa. Começamos a malhar em casa. Quando isso já não bastava, fomos à academia", disseram as irmãs em entrevista ao jornal alemão Das Bild.

    As gêmeas revelam não ter uma receita especial para a beleza de seus corpos. Porém, o papel principal é realizado pela dieta diária.

    No entanto, as garotas não pensam somente na beleza e em suas postagens nas redes. Além do trabalho estressante como modelos, as jovens se dedicam aos estudos: ambas estão estudando direito em Viena.

    As irmãs têm muitas coisas em comum. Ambas gostam da natureza e, isso pode parecer surpreendente, são fãs de heavy metal, segundo Express.de.

    "Estudamos juntas, temos quase os mesmos passatempos, os mesmos amigos e assim sempre estamos juntas […] Nosso dia a dia é idêntico: cozinhamos, comemos e moramos juntas. Vimos em um pacote duplo. Você tem que lidar com ambas!", disseram para o Das Bild.

    A única coisa diferente das gêmeas idênticas é a cor do cabelo. Enquanto Julia é loira, Stephanie é morena.

    Mais:

    Atletas, cantoras, políticas: top 10 das mulheres mais sensuais da Rússia (FOTOS)
    8 pessoas que ultrapassaram limites para tentar parecer bonecas vivas (FOTOS)
    Maria Zakharova causa sensação nas ruas de Manhattan com puro estilo nova-iorquino (FOTO)
    Tags:
    gêmeas, beleza, modelos, redes sociais, Áustria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar