12:04 13 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Médicos realizando uma operação

    Cirurgião britânico admite ter marcado iniciais de seu nome em órgãos de pacientes

    CC BY 2.0 / Hamza Butt / Doctor
    Mundo insólito
    URL curta
    213

    O cirurgião britânico, Simon Bramhall, confessou ter marcado as iniciais de seu nome nos órgãos internos de dois pacientes, informa The Telegraph.

    Trata-se de duas operações de transplante de fígado que o médico realizou em fevereiro e agosto de 2013 durante as quais ele fez uma 'tatuagem' com raios laser escrevendo as letras "SB", comunicou The Telegraph.

    Cirurgiões costumam utilizar raios laser para estancar hemorragias no fígado, bem como para cauterizar a superfície do órgão. No entanto, Bramhall usou este meio para gravar suas iniciais. Em geral, tais traços desaparecem com o tempo.

    No entanto, as marcas permaneceram no órgão de uma das pacientes, o que foi descoberto durante uma operação posterior, realizada por um outro especialista.

    Segundo um dos procuradores do caso, Tony Badenoch, "é um caso extremamente incomum e complicado".

    Simon Bramhall, de 53 anos, trabalhou durante 12 anos no Hospital Queen Elizabeth, em Birmingham. Em 2014, pediu a demissão após uma investigação disciplinar iniciada contra ele. No entanto, uma das pacientes do médico afirmou ao jornal local Birmingham Mail, que Bramhall salvou sua vida e apelou que restituíssem o cargo dele.

    A sentença do cirurgião deve ser anunciada em 12 de janeiro.

    Mais:

    Quebrar perna e não notar: revelado segredo da família italiana que não sente dor
    'Mistério' de Estocolmo: ambulância russa atende pacientes na capital da Suécia (FOTO)
    Tags:
    cirurgião, incidente, médicos, denúncia, crime, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik