03:44 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Homem segurando um smartphone (imagem referencial)

    5 conselhos para se defender de espionagem em seu celular

    © Fotolia / Marek Yuralaits
    Mundo insólito
    URL curta
    2111

    Saiba que medidas você deve tomar para que as empresas não obtenham dados a partir de seu celular e não os utilizem para enviar publicidade em redes sociais. Ponha-os em prática!

    iPhone
    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Nos últimos meses se multiplicaram os casos de pessoas que afirmam que o Facebook ou o Instagram escutam suas conversas através dos microfones de celulares e usam esse material para oferecer conteúdo publicitário personalizado. Esses supostos episódios foram negados categoricamente pelos executivos da empresa, que asseguram que a publicidade se baseia apenas nos interesses manifestados nas atividades on-line e nos gostos dos internautas.

    A Sputnik Mundo consultou Ana Santos, responsável da Oficina de Segurança do Internauta do Instituto Nacional de Cibersegurança da Espanha (INCIBE) para saber mais sobre as denúncias de grampeamento. A especialista afirmou que os usuários não devem entrar em um estado de "paranoia" porque "são cada vez mais as leis para garantir a segurança e a privacidade". Entretanto, a possibilidade de as empresas obterem dados de maneira pouco transparente para utilizá-los com fins comerciais é real.

    "É verdade que há microfones nos dispositivos móveis que podem capturar nossas conversas. Tenho agora aqui dois na minha mesa, que poderiam em segundo plano estar gravando o que estou falando e utilizá-lo para logo me mostrar publicidade", disse ela.

    Os usuários não estão desprotegidos perante esse panorama. Há coisas simples como ver que aplicativos estão instalados no celular e que permissões têm. Se tomar um tempo para ver as definições, notará que poucos aplicativos têm acesso ao microfone. E, se algum o tem e não sabe para quê, basta desinstalá-lo, explicou Ana Santos.

    Apesar de a possibilidade técnica existir, a especialista considera que nenhuma empresa da envergadura do Facebook poderia grampear as conversas de seus usuários, porque isso poderia levar a graves consequências legais e a um impacto negativo na imagem corporativa.

    Mas, se você ainda é desconfiado, a Sputnik revela as medidas que deve tomar para evitar que um aplicativo tenha acesso à informação que não deseja compartilhar. Trata-se de passos muito simples que você pode pôr em prática agora mesmo.

    1. Atualize sempre o sistema operativo do celular

    As atualizações geralmente incluem melhorias na segurança dos dispositivos, por isso dedicar um tempo para atualizar seu celular é uma boa ideia. Essa ação permite que o sistema seja capaz de detectar irregularidades de maneira mais eficaz.

    2. Se você usa Android, baixe um bom antivírus

    Se seu celular tem esse sistema é melhor baixar uma ferramenta desse tipo. Segundo Ana Santos, eles podem realizar uma verificação que aplicações têm acesso a determinadas funções e advertir se alguma faz uma utilização indevida.

    3. Baixe os aplicativos de lojas oficiais 

    "Se você é um usuário que instala tudo o que aparece, talvez de sites não oficiais, no seu celular pode ser instalado, sem você saber, um aplicativo para gravar sua voz. Mas é claro que não serão aplicativos com um peso como as redes sociais ou de âmbito internacional", disse Santos.

    Por conseguinte, o melhor é se limitar a utilizar o que tem nas lojas de seu sistema operativo.

    4. Tenha certeza sobre a função do aplicativo e que permissões ele tem

    "Se você usa rádio ou uma lanterna ou qualquer outro tipo de aplicativo que parece inofensivo, de repente pode ver que este tem acesso a suas fotos, seu microfone ou à câmara", disse ela. Você deve ter a certeza para que vai utilizar o aplicativo e se realmente é necessário dar a ele o acesso a determinadas funções de seu celular. Ana Santos dá o exemplo da função de localização: há poucos aplicativos que realmente necessitam dessa informação para funcionar.

    5. Não use o mesmo nome e senha para todos os serviços

    Cada senha dá acesso a uma imensa quantidade de dados. E se a senha é a mesma para todos os serviços, a informação é ainda maior. Uma boa solução é ter um registro de senhas cifrado onde estejam anotados todos os nomes de usuários e senhas de cada serviço, afirmou Ana Santos.

    Mais:

    Liga pro meu celular: Trump passou seu número de celular aos colegas presidentes
    Forças Armadas russas adotam drone com funções de celular
    Tags:
    conselho, espionagem, segurança, Internet
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik