16:04 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem de polvo no mar

    Dezenas de polvos se arrastram pela beira-mar de Gales (VÍDEO)

    CC0 / Morten Brekkevold
    Mundo insólito
    URL curta
    201

    Várias criaturas de oito braços encontradas na areia das praias galesas impressionam não só os moradores locais, mas também especialistas em fauna marinha.

    Mais de 20 polvos de aproximadamente 50 cm de comprimento foram encontrados na costa de Gales (Reino Unido), fora do seu habitat natural — água, informa o The Daily Mail.

    Por exemplo, o proprietário da empresa de barcos turísticos SeaMôr Dolphin Watching Boat Trips, Brett Jones, notou esses animais na noite da sexta-feira (27), quando "saíam da água e se arrastravam pela praia". Ele confessa que não sabe o que exatamente aconteceu com esses animais marinhos, mas, em sua opinião, seu comportamento inédito foi provocado pelos eventos climáticos que recentemente afetaram o mar.

    Entretanto, Jones aconselhou que os moradores locais devolvessem rapidamente estas criaturas à água, caso sejam vistas na praia. "Deveriam recolhê-los e lançá-los à água, pois precisam voltar para o mar o mais rápido possível."

    No entanto, especialistas consultados não são capazes de explicar comportamento tão estranho, mas acreditam que poderia ter sido provocado por danos sofridos por estes octópodes durante as recentes tormentas Ophelia e Brian, ocorridas devido às mudanças na pressão atmosférica.

    James Wright, técnico do Aquário Marítimo Nacional em Plymouth, assegurou que a presença desses animais nas praias "não corresponde ao seu comportamento de criação ou alimentação".

    "Nas redes sociais apareceram alguns vídeos que mostram como polvos saem do mar durante a noite para caçar, mas observá-los se arrastrando em tais quantidades é bastante incomum", afirmou Wright.

    Ao mesmo tempo, ele apontou ao jornal The Telegraph que seu comportamento tão estranho permite sugerir que algo de ruim tenha acontecido com eles.

    Os polvos rizados, habitam as águas britânicas, mas raramente são observados, pois vivem em profundezas de até 100 metros.

    Mais:

    Extraterrestres na Terra: será que DNA de polvo é de origem alienígena?
    Mergulhadora para almoço: polvo furioso tenta apanhar e engolir um visitante inesperado
    Pequeno polvo conquista redes sociais
    Animal mítico é finalmente descoberto nas Ilhas Salomão (FOTOS)
    Tags:
    praia, costa, furacão, água, mar, comportamento, fenômeno, animais marinhos, País de Gales, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik