22:26 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    5131
    Nos siga no

    O iraniano Sajad Gharibi, de 25 anos, ganhou fama há um ano, quando o jornal britânico The Daily Mail escreveu um artigo sobre ele, chamando-o de "Hulk" (personagem de desenhos animados da Marvel).

    E com toda razão, pois esse homem gigante tem 165 kg e 184 centímetros de altura. Hoje, seu Instagram conta com quase 350 mil seguidores.

    Em seu país natal, Sajad Gharibi é chamado de Rustam — um herói da épica popular persa — ou Hércules iraniano.

    No entanto, a popularidade do esportista produziu muitos rumores e fofocas que não têm nada a ver com a realidade. Gharibi cantou sua vida em entrevista à Sputnik Persa.

    O 'verdugo do Daesh'

    "Sou formado em economia empresarial pela Universidade de Bushehr. Agora trabalho em uma agência imobiliária, mas dedico grande parte do meu tempo ao esporte. Há dez anos pratico halterofilismo", conta Gharibi.

    What doesn't kill you, makes you stronger

    Публикация от iranian hulk official 🇮🇷 (@sajadgharibiofficial) Май 31 2017 в 6:57 PDT

    No entanto, ele confessou que sua popularidade também resultou em uma confusão: "chamaram-me de verdugo do Daesh, cujas imagens foram divulgadas na rede. As pessoas começaram a falar de mim, achavam que eu era membro do Daesh até que a mídia mostrou interesse na história."

    "Um jornal de Londres escreveu um artigo sobre mim: 'Hulk vive na Terra'. O texto realmente mudou a atitude das pessoas. Desde aquele momento, todas as mídias começaram a escrever só notícias boas sobre mim e me reconheceram de maneira positiva em todo o mundo", indica o esportista.

    Além disso, Gharibi está pronto para defender sua pátria se for preciso. "Se a República Islâmica do Irã precisar da minha ajuda, se pedirem minha ajuda, estou disposto a [ir lutar na Síria]."

    Treinamentos e genética

    Sajad Gharibi revelou à Sputnik Persa que sua rotina não é para todos: "Faço esporte todos os dias por duas ou três horas e durmo oito horas."

    "A minha dieta me diferencia de uma pessoa comum. Geralmente, como quatro ou cinco vezes por dia, mas quando quero aumentar meu peso, como até sete ou oito vezes por dia. Consumo quase o mesmo que comem todas as famílias iranianas", disse.

    No entanto, o "Hulk" iraniano confessou em entrevista que há um segredo único — sua genética. O iraniano revela que seu avô também era homem grande que participou em lutas no Zurkhaneh.

    Problems cars در ماشین باز کردم تا جا شدم باید به فکر ماشین جدید باشم

    Публикация от iranian hulk official 🇮🇷 (@sajadgharibiofficial) Май 29 2017 в 3:57 PDT

    O Zurkhaneh é a Casa da Força persa, centro esportivo tradicional, onde homens praticavam exercícios físicos e luta livre.

    Rumores e fofocas

    Além de chamá-lo de verdugo do Daesh, as pessoas inventaram mais uma história interessante.

    "Decidiram que eu queria ir aos Estados Unidos para [saltar no ringe] de lutas sem regras. Este rumor apareceu quando Hossein Khosrow Ali Vaziri, batizado de The Iron Sheikh (Xeique de Ferro) — ex-lutador de luta livre iraniano-estadunidense — me convidou para os Estados Unidos. Não pude ir, porque estava em serviço militar. Este rumor realmente contribuiu para minha popularidade", destacou.

    Mais:

    Esporte mata interesse das mulheres pelo sexo
    Os líderes mundiais que realmente gostam de esporte
    Choque: amante de esporte radical quer saltar de avião sem paraquedas
    Exclusivo: ‘Ausência do atletismo russo no Rio 2016 é uma grande perda para o esporte’
    Putin critica politização do esporte contra atletas russos: 'É um erro'
    Tags:
    genética, desenho animado, homem, nutrição, serviço militar, terroristas, luta, exercícios, esporte, Daesh, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar