01:15 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, com o presidente afegão, Ashraf Ghani, 23 de outubro de 2017

    Tillerson visitou Cabul? Mídia assegura que não passa de Photoshop

    © AP Photo / Alex Brandon
    Mundo insólito
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Da fotografia original da reunião, "foi apagado" o relógio de parede para ocultar que o encontro teve lugar em uma base militar norte-americana.

    Depois da visita secreta do secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, ao Afeganistão em 23 de outubro, tanto a embaixada norte-americana como as autoridades afegãs comentaram o encontro produtivo em Cabul.

    "O presidente Ghani recebe o secretário de Estado dos EUA", informou o comunicado afegão.

    Entretanto, segundo The New York Times, essa reunião realmente ocorreu não na capital do Afeganistão, mas em um quarto sem janelas da base vigorosamente fortificada dos EUA de Bagram, que fica a 90 minutos de Cabul de carro. A aparente tentativa de falsificação foi descoberta graças a uma pequena discrepância nas fotos publicadas pelas partes.

    Trata-se do relógio de parede que aparece na foto do Departamento de Estado, mas que foi apagado da foto, publicada pela presidência afegã.

    ​O jornal sublinhou que se trata de um relógio eletrônico que indica o horário local de Washington, o tempo universal coordenado (UTC, na sigla em inglês) e o horário local de Cabul. Esses dispositivos geralmente são instalados nas salas de conferências das instalações militares dos EUA.

    No entanto, o secretismo e as medidas de segurança extremas são justificados devido ao recente auge extremista que atingiu o Afeganistão. Em 27 de setembro, mais de 50 projéteis caíram perto do aeroporto de Cabul, durante a visita do secretário de Defesa dos EUA, James Mattis.

    Mais:

    Rússia e China precisam tomar 'ação direta' contra Coreia do Norte, diz Tillerson
    Charlottesville: 'O presidente fala por si mesmo', diz Tillerson sobre Trump
    Lavrov explica a Tillerson a causa da resposta russa às sanções dos EUA
    Tags:
    base militar, Ashraf Ghani, Rex Tillerson, Afeganistão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar