09:25 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    10141
    Nos siga no

    Três mulheres compareceram no Tribunal no Zimbábue após terem violado um homem que foi a sua casa para exigir dinheiro que lhe deviam, informa o RT, citando Chronicle.

    O procurador Petros Shoko indicou que o queixoso, cujo nome não foi revelado, é pastor de uma igreja no distrito de Cowdray Park, na cidade zimbabuana de Bulawayo.

    As três mulheres, de 21, 23 e 25 anos, foram acusadas de agressão sexual agravada, informou o RT

    De acordo com o procurador, a vítima se dirigiu à casa das mulheres porque lhe deviam dinheiro. Mas logo que entrou na casa, as mulheres agarraram o homem.

    No entanto, as acusadas negaram ter violado o pastor, mas admitiram a investida indecente. Uma delas explicou: "Só estávamos brincando. Não pensei que ele fosse levar a sério."

    Outra das acusadas, por sua vez, admitiu que queria "provar" o pastor que, segundo ela, tinha o hábito de aparecer quando as mulheres estavam tomando banho. "Ele sempre aparece quando estou tomando banho e afirma ser inabalável como um homem de Deus. Apenas queria ver se se excitava ou não", explicou a mulher.

    O queixoso foi levado a um hospital local para um exame médico. As acusadas foram postas na prisão preventiva até o dia 7 de agosto, quando acontecerá o julgamento.

    Mais:

    Pastor evangélico paraguaio chama brinquedo 'spinner' de obra do Satanás (VÍDEO)
    Tags:
    tribunal, acusações, assalto, agressão sexual, Zimbábue
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar