01:10 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Um robô japonês

    Estresse acaba com todos: robô se joga em uma fonte no primeiro dia de trabalho (FOTOS)

    CC0 / Tekelua
    Mundo insólito
    URL curta
    251
    Nos siga no

    Um robô, programado no Vale do Silício para vigiar e prever crimes, estreou de forma trágica seu trabalho em um escritório de Washington: ao invés de patrulhar sua zona, o robô-segurança se atirou em uma fonte.

    Robôs estão desempenhando cada vez mais funções, mas não significa que estejam livres de pressões e estresse. Pelo menos, o incidente que aconteceu na capital dos EUA põe em questão a capacidade das máquinas de desempenhar certas tarefas.

    K5 é um dos produtos, produzidos pela empresa Knightscope, no Vale do Silício. É um robô que por 6,25 dólares por hora (R$ 19,68) cumpre tarefas de patrulhamento graças a câmeras, sensores, raio laser e infravermelho. No complexo comercial do porto de Washington "trabalhava" uma destas máquinas.

    O robô "foi contratado", mas não conseguiu suportar a pressão: a máquina de 136 quilos decidiu se jogar em uma fonte do prédio.

    "Nosso escritório de Washington comprou um robô de segurança. Ele se afogou. Prometeram para nós carros voadores e, ao invés disso, recebemos robôs suicidas", brincou o usuário Bilal Farooqui em um tweet, que foi retuitado mais de 100 mil vezes.

    Brendan Seerup, um especialista neozelandês em segurança informática também ironizou sobre a situação do robô ao escrever "Está tudo bem, robô de segurança. É um trabalho estressante, todos passamos por isso".

    Segundo o jornal Washington Post, a empresa declarou que se tratava de um incidente isolado, cujas razões seriam investigadas. Mesmo assim, a companhia tratou a crise de seu produto com humor.

    "‘Ouvi dizer que seres humanos podem se jogar na água com esse calor, mas nós, robôs, não podemos. Desculpem-nos', disse o K5 em seu comunicado oficial", escreveu a empresa em seu Twitter junto a um desenho do robô pronto para ir à praia.

    Outra usuária mostrou um memorial improvisado no lugar do incidente, que a Knightscope retuitou com orgulho. O "minuto de silêncio" apresentado tinha flores e fotos em homenagem ao K5.

    Os brasileiros não ficaram de fora e, de forma cômica, falaram sobre os problemas do dia a dia.

    Mais:

    Guerras do futuro: Engenheiros chineses criam robô gigante de combate (VÍDEO)
    Cientistas russos criam robô universal que pode ver como os humanos
    Tags:
    robôs policiais, fracasso, inteligência artificial, Vale do Silício, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar