12:16 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Mulher grávida

    Mulher dá à luz gêmeos 123 dias depois de sua morte (FOTOS)

    © Foto : Pixabay
    Mundo insólito
    URL curta
    0 60

    Uma mulher de 21 anos de idade morreu por causa de um derrame cerebral quando estava na nona semana de gravidez, mas suas crianças, gêmeos, conseguiram sobreviver e nasceram quatro meses depois da sua morte – um "milagre" que entrou na história da medicina.

    Quando a brasileira Frankielen da Silva Zampoli Padilha chamou seu marido, para se queixar de uma dor de cabeça muito forte, já estava na nona semana de gravidez. Por infelicidade, a caminho do hospital, a mulher morreu devido a uma hemorragia cerebral.

    Depois de três dias de análises e testes, os médicos anunciaram a morte cerebral de Frankielen e que seus filhos não conseguiriam sobreviver.

    "Disseram-me que logo que os corações dos meus filhos parassem de bater eu poderia enterrar minha mulher", contou Muriel Padilha, o pai dos gêmeos.

    Mas depois de fazer ecografia, pensando que os gêmeos já morreram junto com sua mãe, os médicos ficaram muito surpreendidos ao revelar que continuavam vivendo.

    O médico do hospital, Dalton Rivabem, consultou com seu colega português que teve um caso semelhante, que conseguiu trazer ao mundo uma criança que continuou vivendo durante 107 dias depois da morte da sua mãe, para entender quais devem ser os passos seguintes e se era possível salvar os gêmeos. Foi revelado que tais casos são raros, mas ocorrem.

    "O cérebro de Frankielen morreu, mas outros órgãos continuaram funcionando. Ligamo-los a um aparelho de ventilação para lhe salvar a vida e começamos monitorando o desenvolvimento dos gêmeos", diz Rivabem.

    Assim, os médicos conseguiram manter as funções vitais da mulher durante um período de tempo recorde de quatro meses.

    ​Os médicos do Hospital Nossa Senhora do Rocio, localizado na cidade brasileira de Campo Largo, não somente controlaram a saúde da mulher, mas também deram às crianças carinho e amor maternal. Todos os dias eles falavam com os gêmeos e até cantavam canções para eles.

    Passados 123 dias todos eles foram testemunhas de um milagre quando nasceram Ana Vitória e seu irmão Asaf.

    Mais:

    Zika na gravidez provoca surdez nos bebês em 6% dos casos, confirma estudo brasileiro
    Mulher afirma manter gravidez há 17 meses
    Mulher grávida voa para fora de ambulância em movimento
    Aos 57 anos, mulher com 4 filhos e 3 netos é sucesso na web por superação e corpo sarado
    Tags:
    salvamento, sobrevivência, filhos, crianças, gêmeas, milagre, morte cerebral, mulher, gravidez, medicina, médicos, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik