17:43 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Twitter

    Embaixador tcheco é demitido após tweets atrevidos da sua esposa

    © Foto : Pixabay
    Mundo insólito
    URL curta
    374

    O embaixador da República Tcheca na Suíça e Liechtenstein, Karel Boruvka, foi demitido devido a comentários da sua esposa nas redes sociais, comunicou o portal Lidovky.cz.

    O diplomata foi chamado a Praga por causa dos tweets da sua mulher, cuja ânsia de partilhar suas ideias nas redes sociais produziu efeitos indesejáveis.

    Karel Boruvka disse ao Lidovky.cz que o motivo do despedimento lhe tinha sido comunicado pelo chanceler tcheco, Lubomir Zaoralek.

    Em vez de permanecer em Berna até o fim do seu mandato de 4 anos, que termina no próximo verão, ele foi pedido de retornar a casa antes do fim deste mês.

    "Sem qualquer justificação, eu fui informado que teria de deixar meu posto até 30 de abril. A julgar pela minha conversa pessoal com o ministro [das Relações Exteriores], eu fui acusado de não ser capaz de restringir minha esposa e sua comunicação nas redes sociais, o que não considero uma razão para minha demissão imediata", disse Boruvka.

    O porta-voz da chancelaria, Michael Lagronov, confirmou que o diplomata tinha sido mandado de volta para Praga.

    "O chefe da Embaixada pode ser demitido, em conformidade com a lei dos serviços do Estado. Isto pode ser feito em qualquer momento e por qualquer razão", afirmou.

    O "tweeting" prolífico de Alena Boruvka levou à demissão do seu marido em menos de dois dias, sendo que ela postou seu primeiro tweet em 30 de março.

    Um dos tweets que levantou mais celeuma, já eliminado, acusava um dos ministros de ter uma relação romântica com outra funcionária pública. Ela também criticou o secretário de Estado da chancelaria tcheca, chamando-o de "paroleiro inerte".

    Na sexta-feira (31), Boruvka, usou de novo o Twitter para protestar contra a demissão do seu marido, na qual ela viu um "evidente assédio sexual".

    Karel e Alena Boruvka são ambos membros do Partido Social Democrático tcheco, encabeçado pelo premiê do país, Bohuslav Subotka.

    Alena Boruvkova é ela própria uma figura política, tendo sido batizada pela mídia como "Barbie". Em 2009, ela concorreu para o cargo do vice-presidente do partido, mas não conseguiu a vitória.

    Sendo "profissional" em controvérsias, na sequência da sua campanha mal sucedida, ela apoiou os comentários feitos por Petra Paroubek, esposa do ex-premiê tcheco Jiri Paroubek, que em 2010 acusou as mulheres funcionárias da coalizão de direita de ganharem postos públicos graças a favores sexuais.

    "Emprego [em troca de] cama, prática comum", escreveu Boruvkova na sua página do Facebook, de acordo com o Blesk.cz.

    "Acho que é uma coisa ruim em quase todos os cenários políticos, não só na República Tcheca, porém, para nós é mais uma tradição do que exceção. Eu não tenho emprego e tenho orgulho disso", continuou.

    Mais:

    Itália está mergulhada em um escândalo em torno das mulheres russas
    Olhada de Merkel para Ivanka Trump vira novo meme nas redes
    Que razão está por trás do riso diabólico da primeira-ministra britânica?
    Tags:
    tweet, embaixador, redes sociais, Internet, escândalo, Liechtenstein, Suíça, República Tcheca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar