18:06 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    115
    Nos siga no

    Pete Souza, que foi o fotógrafo oficial do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, cadastrou-se no Instagram em 21 de janeiro – após Obama passar o bastão para Donald Trump – e, desde então, publicou algumas fotografias suspeitas de ser “estratégicas”, relata o jornal britânico The Guardian.

    Assim, alguns internautas acreditam que Souza, que já tem mais de 800 mil seguidores, publica fotos de Obama para atingir e criticar o novo presidente dos EUA em meio às suas decisões.

    Talking with a young refugee at a Dignity for Children Foundation classroom in 2015.

    Фото опубликовано Pete Souza (@petesouza) Янв 29 2017 в 5:16 PST

    Por exemplo, alguns dias após Trump assinar o decreto que proíbe a entrada no território dos Estados Unidos de refugiados de sete países de maioria muçulmana, o fotógrafo compartilhou uma imagem na qual o político democrata aparece com uma menina refugiada que está professando o islã.

    This one is for Grover. President Obama sampling some tequila with President Enrique Peña Nieto of Mexico in 2013. @heygrover

    Фото опубликовано Pete Souza (@petesouza) Янв 31 2017 в 6:18 PST

    Em outra foto, Barack Obama bebe tequila com o presidente do México, Enrique Peña Nieto. Naquele mesmo dia, Donald Trump ameaçou seu homólogo mexicano a enviar tropas dos EUA ao seu país para assumir o comando dos "homens maus".

    Meeting with top advisors. This is a full-frame picture. I guess you'd say I was trying to make a point.

    Фото опубликовано Pete Souza (@petesouza) Фев 6 2017 в 9:29 PST

    De maneira original Souza destacou a escassez de mulheres no gabinete de Trump.

    Mais:

    Obama vs Trump: 7 guerras e um decreto
    Imagens de Obama praticando kitesurf viralizam nas redes (VÍDEO)
    Trump adverte Irã de 'não brincar com fogo' e promete não ser tão bom como Obama
    Tags:
    Instagram, Donald Trump, Enrique Peña Nieto, Barack Obama, México, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar