04:19 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Funcionário de um shopping no Pará acabou reproduzindo em um outdoor suas buscas picantes na internet

    Estagiário tarado 'cai no outdoor' com 'pornô quente' (VÍDEO)

    © flickr.com/ walknboston
    Mundo insólito
    URL curta
    0 73

    Um suposto estagiário causou perplexidade nas ruas de Belém do Pará ao buscar por pornografia, no horário de trabalho, utilizando o computador que gerenciava os conteúdos que apareciam em um outdoor fixado em frente a um shopping center da cidade. O resultado desse vacilo foi registrado em vídeo e divulgado pelo site de humor Não Salvo na rede.

    Quem passou em frente ao outdoor do Parque Shopping Belém naquele momento pôde ver a pessoa em questão, chamada de estagiário pelo autor da filmagem, procurar na internet termos como "caiu na rede", "novinhas", "pornozão br" e "pornô quente". Se a bizarrice do funcionário foi apenas um acidente de trabalho ou uma brincadeira intencional ninguém sabe. 

    Essa não é a primeira vez que comportamentos inesperados no serviço chamam a atenção do público fora do escritório. Episódios como esse, ou piores do que esse, são mais recorrentes do que muitos imaginam. 

    Em abril passado, por exemplo, no estado americano da Califórnia, um funcionário fez tudo o que não se deve fazer no ambiente de trabalho: correr atrás do chefe e dos colegas com uma serra elétrica. O caso aconteceu na cidade de Torrance. Irritado por motivos não esclarecidos, um cortador de árvores recentemente contratado perdeu a paciência e decidiu resolver suas diferenças lançando mão de uma motosserra. Ele só foi parado após perseguição policial com direito a tiros.

    No Rio Grande do Sul, em Bom Progresso, um funcionário da prefeitura, cansado de não ter o que fazer, decidiu passar o tempo de trabalho jogando baralho em um bar da localidade. O flagrante foi feito por um vereador da cidade, que decidiu expor o absurdo publicando um vídeo do caso, ocorrido em maio, no seu perfil do Facebook.

    No mês passado, em Guarulhos (SP), a Polícia Federal prendeu o funcionário de uma companhia aérea que estava furtando bagagens de passageiros no aeroporto onde trabalhava. Entre seus objetos preferidos estavam celulares, carteiras e vidros de perfume. Esse, além de perder o emprego por fazer o que não deveria no local de trabalho, também acabou perdendo a liberdade. 

    Tags:
    estagiário, trabalho, sexo, pornografia, Não Salvo, Facebook, Rio Grande do Sul, Bom Progresso, Torrance, Califórnia, Brasil, Pará, Belém
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar