18:01 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Igreja ortodoxa do Cristo Salvador em Pristina, capital de Kosovo

    Igreja ortodoxa em Pristina continuará sendo banheiro público?

    Mundo insólito
    URL curta
    106

    Dos 40 mil sérvios que moravam na capital do Kosovo antes da guerra do final dos anos 90 e até a violência que seguiu, agora em Pristina restam apenas 17 pessoas e uma igreja ortodoxa do Cristo Salvador.

    Sua construção teve início em 1998. Após a saída em massa e expulsão dos sérvios da cidade, o prédio inacabado era usado por albanos como lixeira e banheiro público.

    Recentemente os representantes da diocese que controla a igreja conseguiram entrar no seu território e colocá-la em ordem. Mas isso não continuou por muito tempo, pois então grupos de estudantes radicais penduraram uma faixa antissérvia e anunciaram que a igreja tem que ser demolida e que perto da universidade de Prishtina não há lugar para um "objeto símbolo dos tempos de Milosevic".

    Segundo um representante da diocese, tais ofensas (ataques) nacionalistas são "anticivilizacionais". Depois no Facebook foi postado um vídeo no qual está claro que os confrontos entre estudantes e a polícia e detenção de três pessoas foi puro espetáculo que visava mostrar como o governo do Kosovo defende a igualdade de todos os cidadãos.

    No vídeo os policiais perseguem estudantes e lhes colocam algemas, mas depois as retiram e um policial passa aos estudantes fitas especiais para fixar a faixa antissérvia.
    Segundo informou o vice-primeiro-ministro do governo de Kosovo Branimir Stoyanovic em entrevista à agência Sputnik, os eventos na igreja em Pristina não são novidade para os sérvios:

    "É importante que nós tenhamos dado o primeiro passo, devolvemos à igreja sua aparência digna. Continuaremos a favor da construção da igreja e de seu uso para os fins a que se destina", declarou.

    A Catedral do Cristo Salvador foi construída em Pristina em 1998 e já em 1999 se tornou alvo de extremistas albanos que a queimaram várias vezes. Em 2012, o governo anunciou a intenção de destruir a igreja e erguer no seu lugar um centro memorial.

    Mais:

    Pastor da Universal tenta convencer fiéis a doar carros de até R$ 600 mil para a Igreja
    Igreja da Inglaterra investe milhões no Google apesar de críticas à evasão fiscal
    EUA pretendem eliminar influência da Rússia e não reconciliar Sérvia e Kosovo
    Tags:
    igualdade, demolição, igreja ortodoxa, banheiro, Facebook, Sputnik, Cristo, Albânia, Pristina, Kosovo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik